Sexta-Feira, 18 de Abril de 2014

Fonte

Cores

Painel
Você está aqui: Principal

Projeto MOVA-Brasil

  • PDF

 













 

 

Iniciado em 2003, o Projeto MOVA-Brasil, desenvolvido por meio de uma parceria entre Instituto Paulo Freire (IPF), Federação Única dos Petroleiros (FUP) e Petrobras, caracteriza-se pelos objetivos a que se propõe, pelo público a que se destina e pelo seu alcance, como uma iniciativa de extrema relevância social em nosso país.

Desde a sua criação, ele vem buscando contribuir com a garantia do direito humano à educação, com a inclusão social, com o desenvolvimento econômico e com o aprofundamento do exercício da cidadania, oferecendo alfabetização de jovens e adultos nos Estados brasileiros com expressivos e inadmissíveis índices de analfabetismo.

O MOVA-Brasil completa em 2013 dez anos de sua existência e terá beneficiado perto de 200 mil alfabetizandos e cerca de 8 mil alfabetizadores. Sem ele muitos brasileiros não teriam tido a oportunidade de, no processo de aprendizado da leitura e da escrita, compartilhar suas leituras do mundo, aprofundar a compreensão da realidade em que estão inseridos, ler e escrever a partir de seus contextos e de suas narrativas de vida, visando à escrita de uma nova história, à transformação social, ao exercício ativo da cidadania. Em cada estado onde há ações do projeto, constituem-se as equipes de trabalho - que contam com monitores (alfabetizadores), coordenadores locais e de polo - em estreita relação de organicidade com os espaços de vida dos alfabetizandos.

Uma das principais conquistas do Projeto MOVA-Brasil é sua capacidade permanente para formar articuladores locais, pessoas da comunidade que serão responsáveis diretas pelo acompanhamento dos alfabetizandos.

O Projeto MOVA-Brasil, fundamentado nos referenciais filosófico-político-pedagógicos de Paulo Freire, além de contribuir com o processo de alfabetização de inúmeros cidadãos e inúmeras cidadãs desse país, garante formação inicial e educação continuada a todos os envolvidos direta (monitores) e indiretamente (coordenadores locais e de polo) nas ações do projeto: são realizados encontros presenciais de formação e, para compartilhar reflexões e aprendizados, são promovidos encontros de alfabetizandos e também encontros de monitores e coordenadores (locais e de polo), além de acompanhamento com ações a distância e participação em encontros político-pedagógicos como ENEJA, Fóruns de EJA, Fórum Social Mundial, Fórum Mundial de Educação.

Em 2011, por exemplo, os articuladores de todas as regiões do país participaram do Fórum Social Mundial, em Dakar, na África. A FUP coordenou uma oficina sobre o Projeto MOVA-Brasil, na qual os articuladores puderam ter contato com outras realidades, outras culturas e compartilhar experiências com movimentos sociais de várias partes do planeta, momento em que tiveram a oportunidade de perceber o problema da educação como um fenômeno social mundial e de como, com as diversas reflexões e experiências compartilhadas, poderiam fortalecer as experiências locais. Os articuladores ampliaram, ainda mais, a dimensão social do trabalho que realizam.

  José Genivaldo Silva, coordenador nacional do MOVA-Brasil.

Experiência de inclusão e cidadania ativa

O Projeto MOVA-Brasil é um dos mais inovadores projetos desenvolvidos pelo movimento sindical e é reconhecido mundialmente pela seriedade de sua metodologia, pelos parceiros que estão à sua frente (FUP, Petrobrás e Instituto Paulo Freire) e pelos resultados obtidos. Desde o início o Governo Federal vem apoiando o projeto. O Ministério da Educação (MEC), em conjunto com os três parceiros, assina os certificados do Projeto MOVA-Brasil, sinônimo de inclusão, cidadania ativa e oportunidade de mais justiça social.

A atuação da Federação Única dos Petroleiros e seus Sindicatos Filiados é reconhecidamente decisiva para o sucesso do MOVA Brasil e vem de encontro à decisão da Central Única dos Trabalhadores- CUT, que defende a participação de seus sindicatos em ações que contribuam para resgatar a cidadania do povo brasileiro. Nossa capacidade de articulação e de mobilização são elementos decisivos para atingir os principais objetivos do projeto, que é a inclusão social de um imenso segmento de nossa população, que há muito vem sendo discriminado.

Com a participação de seus Sindicatos filiados, a FUP faz a articulação política do projeto, levantando as demandas das turmas, num diálogo permanente com associações e entidades populares, sindicatos, movimentos sociais e outros projetos sociais da Petrobrás, com o objetivo de viabilizar o funcionamento das salas de aulas. As indicações dos coordenadores e monitores também ficam a cargo da FUP, que prioriza a contratação de pessoas que sejam ligadas às comunidades onde as turmas irão funcionar e aos movimentos sociais. Ao Instituto Paulo Freire, compete o acompanhamento técnico e a capacitação pedagógica do projeto, além de sua gestão administrativa.

Inúmeras ações de impacto social se desenvolveram a partir do MOVA Brasil: participação de seus coordenadores e monitores em Fóruns, Seminários, Encontros e Congressos sobre Educação de Jovens e Adultos, Educação no Campo, Agricultura Familiar e Segurança Alimentar; participação dos alfabetizados em Conselhos Comunitários; campanhas de Combate à tuberculose, Tratamento de água, Alimentação saudável; iniciativas de reciclagem de lixo e de coleta seletiva; organização de Cooperativas e de Hortas Comunitárias; iniciativas de avicultura, ovinocultura e apicultura, além de significativa melhoria nos níveis de educação, saúde e participação dos alfabetizados.

JOSÉ GENIVALDO SILVA
silva@fup.org.br

Assessora - TEREZA MARA RODRIGUES DA CRUZ
mara@fup.org.br

 Publicações

  Nº 2, ano 2 – jul/2012           Nº 1, ano 2 – abr/2012

  Nº 4, ano1 – nov/2011          Nº 3, ano 1 – set/2011

 Nº 2, ano 1 – jul/2011            Nº 1, ano 1 – mai/2011