updated 9:14 PM BRT, Apr 20, 2018
Sábado, 21 de Abril de 2018

Sindicato recebe denúncias de arbitrariedades cometidas pelas gerências da Petrobrás

Trabalhadores denunciaram ao Sindipetro-NF que a Petrobrás está exigindo que os cursos sejam feitos obrigatoriamente na folga, sem negociação. Em caso de não comparecimento, o trabalhador leva falta.

Para o sindicato, essa exigência deve ser negociada, já que o período de folga deve ser utilizada para descanso, lazer e convívio com a família.

O NF chegou a questionar a empresa, mas a resposta foi de que se tratava de um caso pontual e que não existe uma orientação corporativa no sentido de obrigar o trabalhador em fazer o curso na folga.

O Sindipetro-NF também recebeu denúncia dos trabalhadores de SS-88 de que os técnicos de segurança do trabalho estão sendo colocados para trabalhar em turno, sem receber por isso. De acordo com os relatos, isso é uma exigência do gerente de SMS, através de DIP (Documento Interno Petrobrás) e essa prática vem sendo adotada há algum tempo.

O diretor Wilson Reis, que recebeu as denúncia, disse que o NF vai questionar a empresa porque isso está acontecendo. A unidade é afretada da Petrobrás e está próxima à P-61.

Para demonstrar que existem mais casos na Bacia, é importante que a categoria envie seus relatos para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

[Via Sindipetro-NF]

Mídia