updated 7:33 PM BRST, Nov 23, 2017
Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017

Parente e sua diretoria não têm legitimidade para vender a Petrobrás

Diante das provas cabais que comprovam que o presidente Michel Temer tentou comprar o silêncio de Eduardo Cunha na prisão, seu governo, que já não tinha legitimidade nem apoio popular, acabou. É insustentável sua permanência no comando do país. As centrais sindicais e movimentos sociais convocam a população para ocupar as ruas de todo o país, reivindicando eleições diretas já.

A Petrobrás, que vem sendo dilapidada por um golpe após o outro, não pode continuar à mercê da gestão Pedro Parente, que foi indicado por Temer para executar o programa de desmonte da empresa e entrega do petróleo brasileiro aos grupos econômicos que financiaram o golpe. A FUP vem a público cobrar a saída imediata de Pedro Parente e de sua diretoria, bem como a anulação de todos os atos de sua gestão.

Federação Única dos Petroleiros

Mídia