updated 8:01 PM BRST, Oct 23, 2017
Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017

Soberania ou dependência? Audiência na Alep coloca em xeque privatização do setor energético

  • Publicado em SOBERANIA

O coordenador da FUP, José Maria Rangel, foi um dos expositores da audiência pública “Privatização do Setor Energético: Soberania ou Dependência?”, realizada na manhã desta terça-feira, 10, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O debate foi organizado pelo Fórum Popular Contra a Venda da Eletrobrás e da Companhia Paranaense de Energia (Copel), que congrega 32 entidades, entre elas sindicatos de petroleiros e petroquímicos, além da FUP.

A proposição da audiência partiu de 12 deputados estaduais do Paraná, de cinco diferentes partidos, entre eles Nelson Luersen (PDT), Ademir Bier (PMDB), Anibelli Neto (PMDB), Evandro Araújo (PSC), Guto Silva (PSD), Requião Filho (PMDB), Marcio Pauliki (PDT), Nereu Moura (PMDB), Péricles de Mello (PT), Professor Lemos (PT), Tadeu Veneri (PT) e Tercílio Turini (PPS).

Cerca de 200 pessoas participaram da audiência, que contou com a representação de dezenas de entidades, movimentos sociais e sindicatos. "Que Eletrobras nós queremos? Essa é a questão que deveríamos estar discutindo", provocou o jurista Nelton Miguel Friedrich, coordenador do Fórum Popular Contra a Privatização da Eletrobras, ex-deputado estadual e deputado constituinte. "É preciso haver debate público amplo, e não imposto por um governo com 3% de aprovação", afirmou. 

Representantes do Sindipetro Paraná e Santa Catarina, do Sindíquimica Paraná e do Sindipetro Norte Fluminense estiveram presentes, junto com dirigentes da FUP.  “Se em outras estatais a privatização foi anunciada integralmente, como no caso da Eletrobrás, na Petrobrás a estratégia é diferente. O desmanche da empresa acontece gradualmente, dia após dia, com a venda de importantes ativos de patrimônio. Trata-se de uma tática velada de privatização. Precisamos denunciar isso à toda a sociedade, o tempo todo. Por isso é importante a participação do maior número possível de petroleiros nas audiências públicas que debatem o tema”, disse Mário Dal Zot, presidente do Sindipetro PR e SC.

Saldão do Temer

O pacote de privatizações anunciados pelo governo do golpista Michel Temer inlcui a Eletrobrás, maior empresa de produção e distribuição de energia elétrica da América Latina. A lista traz 57 bens estatais que serão colocados à venda no mercado. A Casa da Moeda, a administração de 14 aeroportos, 11 linhas de transmissão e 15 terminais portuários completam o saldão do Temer. É o patrimônio brasileiro em liquidação.

Com informações do Sindipetro-PR/SC

Mídia