updated 9:24 PM CDT, Jun 19, 2018
Terça-Feira, 19 de Junho de 2018

Lançamento do 2º volume da Enciclopédia do Golpe, nesta quarta, às 15h, na tenda da CUT

O Fórum Social Mundial (FSM2018), que teve início nesta terça-feira (13), em Salvador, será palco de denúncias contra os ataques aos direitos sociais e trabalhistas e à democracia brasileira. Um dos momentos mais aguardado é o lançamento do segundo volume da Enciclopédia do Golpe, a partir das 15h, desta quarta (14), na tenda da CUT Brasil, no campus da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

A FUP é uma das entidades que apoiou a reedição do livro e estará presente ao lançamento, junto com representações sindicais petroleiras de várias partes do país.

O livro, que contém 28 verbetes e aborda o envolvimento da mídia no golpe parlamentar e jurídico de 2016, tem o objetivo de deixar o registro histórico do que ocorreu com a democracia do país. A obra é escrita por pesquisadores, economistas, intelectuais e jornalistas, entre eles, Mino Carta, que também participará do lançamento.

 “Um dos papeis que devemos fazer é deixar registrado para a história o que aconteceu nesses tempos sombrios. Todos os golpes que estamos sofrendo desde 2016 foram ações conjuntas do Legislativo, da mídia e do Judiciário”, explica a jornalista e coordenadora do livro, Maria Inês Nassiff.

O petroleiro e secretário nacional de Comunicação da CUT, Roni Barbosa, acrescenta que o Fórum Social Mundial, que contará com a participação de representantes dos movimentos sociais e sindical de 120 países, é uma boa oportunidade para denunciar ao mundo não só o golpe de Estado, mas a sequência de ataques à democracia, como a perseguição de parte do Judiciário ao ex-presidente Lula e as inúmeras tentativas de impedir que o presidente mais popular da história do país tenha direito de se candidatar nas eleições deste ano.

“Estamos diante de um dos maiores retrocessos da história, onde a justiça tenta barrar de qualquer jeito a candidatura do maior líder popular deste país. A perseguição a Lula e sua condenação sem prova é um ataque à democracia brasileira. Temos que fazer o enfrentamento nas ruas”, defende o dirigente, se referindo à condenação de Lula no caso do tríplex do Guarujá pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, que foi confirmada pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O segundo volume da enciclopédia, que trata exclusivamente do papel da mídia, já foi lançado em Curitiba, no Paraná, e também em Santos, em São Paulo. A análise é ampla e retrata da fake news até a grande mídia, fotografias e mídias sociais.

[Com informações da CUT]

 

Mídia