updated 9:14 PM BRT, Apr 20, 2018
Sábado, 21 de Abril de 2018

FUP debate geopolítica do petróleo em seminário internacional nesta sexta, às 15h30

Junto com pesquisadores e dirigentes do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Zé Eduardo Dutra (INEEP), a FUP segue em Salvador, no Fórum Social Mundial, discutindo a importância da Petrobrás e do setor petróleo para o desenvolvimento do país e a soberania nacional. Nesta sexta-feira,16, os petroleiros participam do Seminário Internacional da Plataforma Operária e Camponesa de Água e Energia. O evento terá início as 15h30 na Tenda da CUT, no campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia.

 

O Seminário irá debater o atual estágio da produção de petróleo e energia no país e sua implicação para as áreas de educação, saúde, emprego e direitos. O coordenador da FUP, José Maria Rangel, estará na mesa de debate, ao lado do ex-diretor da Petrobrás José Sérgio Gabrielli, membro da Diretoria Técnica do INEEP; de Izaro Basurko, mestre em desenvolvimento e cooperação internacional em membro da Ekologistak Martxan; de Fabiola Latino Antezana, diretora do Sindicato dos Urbanitários no DF e secretária de Energia da Confederação Nacional dos Urbanitários (CNU); de Rosalinda Hidalgo Ledesma, militante mexicana da LAVIDA (La Asamblea Veracruzana de Iniciativas y Defensa Ambiental) e de Moisés Borges, dirigente do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

“Com o golpe em marcha, setores empresariais, políticos, judiciais e policiais internos, com forte articulação com o capital internacional, querem legitimar e ampliar os processos de privatização das bases naturais do país - água, petróleo, terras, minérios -, bem como das estruturas historicamente construídas com o trabalho e empenho de todo o povo brasileiro, em especial as empresas estatais, as instituições de ensino e saúde”, explica Allan Hayama, da coordenação da Plataforma e diretor do Sindicato dos Engenheiros da Bahia (Senge-BA). “Esse Seminário Internacional visa justamente essa troca de informações das lutas e resistências pelo mundo, para esclarecer a população brasileira para que haja uma justa reação crítica ao processo em marcha”, completa.

SERVIÇO

Seminário Internacional da Plataforma Operária e Camponesa de Água e Energia

DIA: 16 de março (sexta-feira)

HORÁRIO: 15h30 às 18h30

ONDE: Tenda dos Trabalhadores da CUT (Campus de Ondina/UFBA)

[FUP]

Mídia