Paralisações surpresa na Regap: trabalhadores cortaram a rendição dos turnos

Segunda, 07 Novembro 2011 22:00
Assembléias aprovaram greve por tempo indeterminado a partir do dia 16...

Sindipetro-MG

Desde às 23h30 dessa segunda-feira, dia 07, os petroleiros do Grupo 2 da Regap, em Minas Gerais, estão dentro da Refinaria sem rendição. O Grupo 4 não assumiu o posto de trabalho às 07h30. A previsão é de que os trabalhadores saiam por volta das 16h30.  A decisão, que partiu dos petroleiros, é para mostrar à gerência que a categoria está unida em defesa da vida e indignada com a contraproposta que pouco contempla os interesses dos trabalhadores. Nesta terça-feira, 08, os trabalhadores da Repar, no Paraná, também intensificaram as mobilizações.

Contraproposta rejeitada e greve aprovada

Os petroleiros da Regap e  daTermelétrica Aureliano Chaves seguem até amanhã, dia 09, em assembleias para referendar o indicativo do Conselho Deliberativo da FUP. A pauta indica  greve por tempo indeterminado partir do dia 16 e rejeição da contraproposta envida pela  Petrobrás no dia 31 de outubro. Até o momento, os petroleiros  estão decidindo a favor do indicativo. Na manhã desta terça-feira, 08, os trabalhadores dos Grupos 4 (Regap) e HA (Termlétrica) participaram das assembleias às 07h30. Às 15h30 e 23h30, os petroleiros dos Grupos 3 e 2 da Regap darão sequência.

Na Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro, em Montes Claros, os trabalhadores votaram por unanimidade a favor da greve e rejeitação da contraprosta. As assembleias aconteceram entre os dias 05 e 07 de novembro.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram