Petrobrás pede adiamento de reunião com o MPT sobre Lei de Greve

Terça, 08 Novembro 2011 22:00
A reunião foi remarcada para sexta-feira, 11.

 Imprensa da FUP

Nesta quarta-feira, 09, a FUP esteve em Brasília para reunião com representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Petrobrás, cuja pauta seria o cumprimento da Lei de Greve. Os representantes da empresa, no entanto, solicitaram o adiamento da reunião para o dia 14. A FUP cobrou que a reunião seja realizada ainda esta semana e o MPT concordou e remarcou para sexta-feira, 11. Ou seja, a Petrobrás, que se utiliza da Lei de Greve para exigir o comunicado com 72 horas de antecedência (e assim poder preparar suas equipes de contingência), não dá a devida importância aos demais parágrafos da lei, principalmente o que determina o estabelecimento de um acordo de produção que atenda às necessidades inadiáveis da população. 

A reunião com o MPT foi solicitada pela FUP justamente para que o Ministério faça uma intermediação que garanta as necessidades inadiáveis da sociedade, durante o período de parada de produção no Sistema Petrobrás, sem impedir que os trabalhadores utilizem o direito de alterar a lucratividade da empresa, para que sua pauta de reivindicações seja contemplada.

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram