Acordo coletivo dos trabalhadores da Petrobrás é assinado pela FUP e sindicatos

Quinta, 08 Dezembro 2011 22:00
A cerimônia foi realizada na sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro, com a presença do diretor, Almir Barbassa, que ocupava interinamente a presidência da empresa

 Imprensa da FUP

A FUP e seus sindicatos encerraram nesta sexta-feira, 09, a campanha reivindicatória, com a assinatura institucional do Acordo Coletivo de Trabalho do Sistema Petrobrás, cuja validade é de dois anos para as cláusulas sociais. A cerimônia de assinatura do ACT foi realizada na sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro, com a presença do diretor, Almir Barbassa, que ocupava interinamente a presidência da empresa, substituindo José Sérgio Gabrielli, que está fora do país. O coordenador da FUP, João Antônio de Moraes, ressaltou a importância das conquistas sociais do acordo, principalmente em relação ao SMS, e destacou a necessidade da Petrobrás priorizar a segurança.

  Fotos Alessandra Murteira

As conquistas do Acordo Coletivo são extensivas a todos os trabalhadores do Sistema Petrobrás. Além dos avanços no SMS, o acordo resgatou direitos usurpados da categoria nos governos neoliberais, garantiu a valorização da AMS, da Petros e dos benefícios educacionais, entre outros eixos da campanha que foram alcançados em função da mobilização dos petroleiros. A íntegra dos acordos assinados com a Petrobrás, Transpetro e Petrobrás Biocombustível pode ser acessada aqui.  É importante que cada trabalhador do Sistema Petrobrás conheça e faça valer no dia a dia o acordo conquistado, zelando para que todas as cláusulas sejam seguidas à risca e denunciando aos sindicatos os casos de descumprimento. 

   Fotos Marcelo Santos 

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram