Petroleiros de São Paulo intensificam mobilização em dia de negociação com Petrobrás

Quinta, 16 Setembro 2010 21:00
Na manhã desta quarta-feira, os trabalhadores próprios e terceirizados do prédio administrativo da Petrobrás em São Paulo...

Sindipetro SP

Na manhã desta quarta-feira, os trabalhadores próprios e terceirizados do prédio administrativo da Petrobrás em São Paulo (Edisp) deram uma demonstração de maturidade e disposição de luta, atrasando o início da entrada no trabalho até às 10h.

Desde as primeiras horas da manhã, diretores do Unificado ficaram de prontidão nas catracas de acesso do Edisp (inclusive nos chamados “ratodutos”, entradas isoladas na garagem, que servem para fura-greves) explicando para os petroleiros e petroleiras que hoje é dia de negociação e o atraso era uma forma de pressionar a empresa a apresentar uma proposta decente.

Além do Edisp, ocorreram mobilizações na Replan e na Recap. “Nossa estratégia é eleger algumas unidades e fazer um ato surpresa, na paralisação do dia 3 fizemos em alguns terminais da Transpetro, desta vez escolhemos o Edisp prioritariamente e a receptibilidade foi muito boa”, comentou o coordenador do Unificado, Itamar Sanches.

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram