III Plenafup define pauta da campanha salarial

Segunda, 13 Agosto 2012 09:55

FUP

Com participação de 174 trabalhadores, entre delegados e observadores, a III Plenária Nacional da FUP aprovou no dia 05 de agosto as principais reivindicações e eixos de luta da categoria na campanha salarial e demais embates com a Petrobrás e empresas do setor petróleo. A Plenafup aconteceu em Porto Alegre e foi marcada por um ato político na Refap, onde as delegações comemoraram o retorno à Petrobrás dos ativos da refinaria que estavam sob controle da Repsol. Foi a consolidação de uma década de luta da FUP e de seus sindicatos para que a Refap voltasse a ser 100% Petrobrás.

Pauta salarial

Entre as principais reivindicações aprovadas pela III Plenafup para a campanha salarial deste ano, estão: 10% de ganho real, além da reposição da inflação pelo ICV/Dieese, cuja projeção é de 5,94%; regramento das PLRs futuras; reescalonamento da tabela do Adicional por Tempo de Serviço (ATS); unificação das tabelas de reembolso dos benefícios educacionais, tomando como base o maior valor pago pela Petrobrás; tabela única de custeio para a AMS com relação 80 x 20; revisão do enquadramento e do ATS dos anistiados, entre outras reivindicações econômicas.

A III Plenafup aprovou também a cobrança das pendências históricas da categoria e do atual Acordo Coletivo que têm reflexos econômicos para os trabalhadores, como restabelecimento do extraturno (dobradinha), inclusão de pai e mãe na AMS, melhorias no PCAC, entre outras pendências.

A pauta aprovada pela Plenafup será apresentada à Petrobrás e às suas subsidiárias ainda este mês. A negociação desse ano tratará somente do reajuste salarial e das cláusulas que têm reflexos econômicos, pois o atual Acordo Coletivo de Trabalho tem validade de dois anos para as cláusulas sociais.

Outras deliberações e agendas de luta

Criação do Coletivo Nacional das Mulheres Petroleiras; intensifica ção da luta pela reincorporação da Transpetro e demais subsidiárias da Petrobrás; organização de um seminário nacional para fortalecer a luta em defesa do projeto de lei da FUP e movimentos sociais pelo restabelecimento do monopólio estatal do petróleo, através da Petrobrás 100% pública (PLS 531/2009); construção do Dia Nacional de Luta contra a Precarização Gerada pela Terceirização, a ser realizado em setembro junto com outras categorias; criação do Coletivo Nacional de SMS; incorporação no calendário de lutas da FUP do Dia Nacional de Prevenção contra a Exposição ao Benzeno, no dia 05 de outubro, que também marcará a luta em defesa da Fundacentro.

Última modificação em Segunda, 13 Agosto 2012 16:24

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram