Petroleiros se mobilizam contra a precarização do trabalho terceirizado

Quarta, 19 Setembro 2012 16:53

FUP

O Dia Nacional de Luta dos Trabalhadores do Setor Privado teve adesão total dos petroleiros da Rlam, Fafen e Temadre, na Bahia. A categoria aderiu à paralisação que teve início pela manhã. Nenhum petroleiro entrou para trabalhar. A categoria mostrou que é solidária aos cerca de 300 trabalhadores terceirizados da Leme e Tenace que estão em greve desde segunda-feira (17).

Petroleiros próprios e terceirizados da Rlam desceram dos ônibus e não entraram para trabalhar


Houve também mobilizações nesta quarta-feira no Rio Grande do Norte, na base operacional do Canto do Amaro, onde os trabalhadores próprios e terceirizados atrasaram em mais de quatro horas o expediente. No Paraná e em Santa Catarina, o Sindipetro realizou panfletagens em todas as bases da Petrobrás e Transpetro, distribuindo um folheto explicativo sobre as condições inseguras do trabalho terceirizado na Petrobrás e as propostas da CUT para acabar com a precarização gerada pela terceirização. No Espírito Santo, o sindicato transferiu as mobilizações para a próxima quarta-feira, 26, quando serão realizadas atividades em todas as bases, envolvendo trabalhadores próprios e terceirizados.

Última modificação em Sexta, 21 Setembro 2012 18:57

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram