Encontro de comunicação debaterá lei de mídia e net-ativismo

Quinta, 31 Julho 2014 15:42

Por que há tanta resistência, principalmente por parte das empresas de comunicação, em debater a regulamentação da mídia? A importância da blogosfera e das redes sociais na disputa da comunicação. O net-ativismo pode ser considerado um novo instrumento de formação política?

Essas e outras questões serão abordadas no Encontro de Comunicação que a Federação Única dos Petroleiros (FUP) realizará no dia 14 de agosto, em Natal, com a participação dos jornalistas Venício Lima, um dos principais analistas e pesquisadores de mídia do país, e Fernando Brito, editor do blog Tijolaço.

O evento integra a programação do XVI Congresso Nacional da FUP, que contará com a presença de mais de 300 petroleiros de vários estados brasileiros. "Queremos que a categoria compreenda a importância estratégica desses debates para o fortalecimento da democracia brasileira e, consequentemente, para as lutas da classe trabalhadora", ressalta Francisco José de Oliveira, um dos dirigentes da Secretaria de Comunicação da FUP.

O encontro reunirá jornalistas, assessores e dirigentes sindicais, mas será aberto a todos os delegados do XVI Confup que quiserem participar dos debates. Confira a programação:

"O papel dos sindicatos na luta pela democratização da comunicação"

14/08 - quinta-feira

10h - Apresentação dos convidados

10h10 - Exposição de Venício Lima sobre o tema  "Lei de mídia e participação social - Como os sindicatos, movimentos sociais e organizações populares podem entrar pra valer nessa briga"

10h40 - Debates

11h - Exposição de Fernando Brito sobre o tema "Petrobrás sob ataque cerrado da mídia que age contra a reeleição de Dilma - Como enfrentar a disputa desigual com a imprensa partidarizada"

11h30 - Debates

12h - Encerramento

 

 

 

Última modificação em Quinta, 07 Agosto 2014 11:25

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram