Sindipetro-MG completa 55 anos de luta

Sexta, 10 Agosto 2018 17:37
Avalie este item
(0 votos)

O Sindipetro/MG comemora 55 anos de luta m defesa dos direitos da categoria petroleira e do Sistema Petrobrás no dia 14 de agosto. Em maio de 1963, uma assembleia decidiu, por unanimidade, pela transformação da Associação dos Trabalhadores nas Obras de Construção da Refinaria Gabriel Passos (Regap) em Sindicato. Na época, a luta sindical se concentrava na extensão do monopólio ao ramo petroquímico e de distribuição de derivados.

O Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais surgiu em um contexto histórico e político bastante conturbado, logo antes do golpe militar de 1964 – época em que o então presidente João Goulart tentava implementar, com o apoio da classe trabalhadora, as reformas de base. Jango inclusive atuou na nacionalização de refinarias de petróleo e na tentativa de uma reforma agrária.

Já nas décadas de 1970 e 1980, o Sindicato participou da construção do novo sindicalismo brasileiro, que culminou na criação do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980, da Central Única dos Trabalhadores, em 1983, e no enfraquecimento do regime militar.

Além da Regap, o Sindicato também passou a representar os trabalhadores da Termelétrica Aureliano Chaves, em Ibirité, em 2002; da Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro, em Montes Claros, em 2009; e da Termelétrica de Juiz de Fora, em 2011. Filiado à Federação Única dos Petroleiros (FUP), atualmente o Sindipetro/MG tem como principal pauta de luta a defesa da Petrobrás, do pré-sal, da soberania nacional e dos direitos dos trabalhadores.

[Via Sindipetro-MG]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram