TJ retira da pauta agravo da Petros em ação contra o equacionamento

Quinta, 09 Agosto 2018 13:47

Aposentados e pensionistas do Norte Fluminense estiveram hoje, 8,  na frente do Tribunal de Justiça, no Rio de Janeiro, para acompanhar a audiência sobre o agravo da Petros sobre a ação do Sindipetro-NF contra o equacionamento do plano Petros, quando Petrobrás tentará cassar as liminares obtidas pelo sindicato em favor de associados de vários municípios.

Segundo o diretor  Antônio Alves da Silva (Tonhão) o agravo da Petros foi retirado da pauta e, para o NF essa retirada deve ser considerada como uma vitória da categoria.

Agravo do NF

Também existe no Tribunal, um agravo do Sindipetro-NF nessa mesma ação, que pede a extensão das liminares para abranger toda a categoria, mas que ainda não entrou em pauta. Nas últimas semanas o jurídico do NF esteve no Tribunal conversando com juízes e desembargadores para tentar explicar o posicionamento do sindicato em relação ao equacionamento e a esse agravo.

"Acredito que o Tribunal tenha definido pelo adiamento para colocar os dois agravos em pauta juntos. Isso é bom, porque terão mais tempo para analisar nosso pedido" - comenta Tonhão.

[Via Sindipetro-NF]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram