Motoristas do Osbra são mantidos em contêiner para Transpetro economizar os 30% da periculosidade

Terça, 07 Janeiro 2014 18:08

 

Sindipetro Unificado do Estado de São Paulo

A Transpetro começou o ano com uma surpresa desumana para os trabalhadores do OSBRA, prejudicando diversas famílias só para algum "gênio iluminado" poder mostrar para os diretores que está cortando custos, o que na realidade é uma grande mentira.

O novo contrato de transporte do OSBRA, que entrou em vigência no início do ano, não permite a entrada dos motoristas nos Terminais e Refinarias, para que a Transpetro possa economizar os 30% da periculosidade. A gerência alugou um contêiner, precário, para que estes trabalhadores possam permanecer durante o dia. Essa ideia de "gênio" só serve para que a gerência do SA coloque esta redução de custo em alguma planilha do PROCOP e para que algum gerente possa ser agraciado por mais uma ideia "genial".

Só que eles escondem todos os custos que a Transpetro vem arcando por ter tomado esta decisão, que foge de qualquer sentimento de humanidade e respeito ao próximo, além de descumprimento do código de ética da empresa e de acordos coletivos firmados. A empresa arcará com os custos de limpeza, manutenção e fornecimento de mobiliário do contêiner. Ou seja, a Transpetro reduziu o custo em um contrato, prejudicando diversas famílias, e aumentou os custos em outros contratos.

A categoria queria ver o gerente "genial"  mudar de sala para um contêiner, cujas condições não atendem à NR-24, com um banheiro ínfimo, e ainda mais aceitando a redução dos 30% que recebe como RMNR.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram