Unificado leva 130 petroleiros para o ato em defesa do pré-sal

Sexta, 12 Setembro 2014 18:19

O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP) levará cerca de 130 trabalhadores e aposentados da categoria para o ato em defesa do pré-sal, da Petrobrás e do Brasil, que acontece segunda-feira, dia 15, no Rio de Janeiro. O evento está programado para as 10h, na Cinelândia, e contará com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os ônibus do Sindicato partirão de Campinas, Mauá e São Paulo, de frente às sedes regionais da entidade. Em Campinas e Mauá, a saída está marcada para as 23h deste domingo (14.09) e, em São Paulo, às 3h de segunda-feira.

O ato, promovido pela FUP (Federação Única dos Petroleiros) e seus sindicatos, em conjunto com movimentos sociais, deverá reunir centenas de representantes de organizações sindicais, sociais e estudantis de várias partes do país.

O objetivo dessa manifestação é chamar a atenção das pessoas para os benefícios do pré-sal e demonstrar o quanto a Petrobrás é importante para o desenvolvimento do Brasil.

“Estamos às vésperas da eleição e a Petrobrás tem sido o principal alvo de ataques e denúncias a fim de desestabilizar o governo da presidente Dilma, candidata à reeleição. Não podemos aceitar pacatamente que a mídia e a oposição continuem denegrindo a imagem da Petrobrás, que é a maior empresa do país e a mola propulsora do nosso desenvolvimento”, afirmou a coordenadora do Unificado, Cibele Vieira.

Riqueza do Brasil

De acordo com informações da FUP, em apenas oito anos o pré-sal já produz mais de meio milhão de barris de petróleo por dia, gerando uma riqueza que será aplicada em educação e na saúde pública. Nos próximos 35 anos, isso significará R$ 1,3 trilhão em royalties que se destinarão à saúde e à educação dos brasileiros. Isso equivale a mais de dez vezes o atual orçamento do governo federal para essas áreas.

Fonte: Sindipetro Unificado-SP

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram