Sindicato denuncia intoxicação alimentar dos trabalhadores de Termoelétrica em Duque de Caxias

Terça, 14 Agosto 2012 15:48
Sindipetro Caxias

Um total de 48 trabalhadores da Usina Termoelétrica Governador Leonel Brizola procuraram assistência médica no primeiro final de semana de agosto, provavelmente após a ingestão de alimentos contaminados na sexta-feira, 3. Oito desses trabalhadores ficaram em observação durante o sábado e receberam alguns dias de afastamento médico. Uma trabalhadora grávida ficou dois dias internada e mais três dias afastada do trabalho.

A gerência da Termoelétrica informou que assim que soube do problema com os trabalhadores, encaminhou ofício à Vigilância Sanitária para que esta verificasse se houve contaminação da água ou dos alimentos. Ainda não houve uma conclusão sobre as razões da contaminação. O Sindipetro Caxias cobrou da gerência da Termoelétrica a emissão das respectivas Comunicações de Acidente de Trabalho (CAT) de todos os trabalhadores que adoeceram. A gerência garantiu a emissão das CATs a partir da segunda-feira, 13 de agosto.

Técnicos de Segurança
O Sindicato ainda cobrou da gerência da Termoelétrica o aumento do efetivo de técnicos de segurança industrial para que estes não ultrapassem o limite máximo de 144 horas mensais de Sobreaviso Parcial previsto no Acordo Coletivo de Trabalho da categoria. Atualmente, existem três técnicos de segurança lotados na Termoelétrica. A gerência pediu prazo para dar uma resposta.

Leia também: Desleixo do SOP contamina alimentos na Reduc
Publicado em SINDIPETRO CAXIAS

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.