Sindicato denuncia acidentes recorrentes na Reduc

Quarta, 12 Setembro 2012 11:30

Sindipetro Caxias

A rotina de acidentes na Reduc parece não ter fim. Na última semana ocorreram três acidentes graves que vitimaram dois trabalhadores e colocaram em risco a saúde de muitos outros. A gerência da refinaria precisa reverter esse quadro com urgência para evitar um novo acidente fatal como o ocorrido no mês de maio e que vitimou um trabalhador terceirizado.

O primeiro acidente foi no dia 20 de agosto com um Caldeireiro da empresa Estrutural durante a Parada de Manutenção da unidade U-2800. O trabalhador sofreu fratura e esmagamento da falange de um dos dedos da mão e foi operado no hospital Tijutrauma, na Tijuca.

O segundo acidente ocorreu no dia 23 de agosto, na unidade U-1530, e consistiu no vazamento de MIBC pelo transbordamento do TQ-5304. As informações são de que o gerente setorial da PL-1 insistiu em realizar uma manobra, mesmo com os técnicos de operação da unidade avisando que não daria certo, acarretando no vazamento do produto que é carcinogênico e colocando a saúde dos trabalhadores em risco.

O terceiro acidente ocorreu na noite do último domingo, 26, com um técnico de operação da unidade U-1210 que fraturou o braço esquerdo ao cair em uma canaleta quando caminhava pela área. O acidentado recebeu os primeiros socorros pela equipe de enfermagem do SMS/Saúde e foi encaminhado ao hospital Quinta D’Or. O trabalhador já fez duas cirurgias e permanece internado.

A Reduc emitiu as CATs relativas aos acidentes na U-2800 e U-1210, ambos com afastamento. O Sindipetro Caxias indicou representantes para os três Grupos de Trabalho constituídos pela Reduc para analisar os acidentes.

Publicado em SINDIPETRO CAXIAS

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.