Imprimir esta página

Mobilizados, petroleiros gaúchos discutem proposta da Refap para efetivos

Terça, 15 Julho 2014 13:56

 

Durante toda essa segunda-feira,14, nas entradas de turno, o Sindipetro apresentou em assembleias a proposta da Petrobrás. As assembleias seguem durante esta terça-feira, ressaltando que a categoria esta em estado de assembleias permanente.

Para que todos os grupos de turno possam avaliar a proposta apresentada pela Refap no último dia 09, a direção do Sindicato indicou a suspensão da greve de 24h que estava prevista para iniciar na noite dessa segunda-feira.

Assim que a avaliação passar por todos os grupos, vamos informar os próximos passos das mobilizações.

A tabela com a proposta apresentada pela Refap pode ser conferida nosite do Sindipetro-RS.

 

ENTENDA O CASO

Nos últimos dias, a categoria aprovou em assembleias o indicativo de estado de greve, paralisações nos turnos e greve de 24h a partir das 23h45min do dia 14 de julho. Além de autorizar o Sindicato a discutir e negociar o acordo para a definição do efetivo e a manutenção de assembleias em caráter permanente.

Para reforçar a unidade, na luta pela definição efetiva do hidrorrefino, o Sindipetro-RS orienta os trabalhadores do HC para continuarem a não realizar as horas extras que normalmente ocorrem no processo de pré-partida.

Refap apresenta mais uma proposta para os efetivos

No último dia 09 de julho, o Sindipetro-RS esteve reunido com o gerente geral da Refap, que na ocasião apresentou uma nova proposta em relação aos efetivos.  A novidade dessa vez foi no setor de Hidrorrefino, passando a ser 14 o número mínimo total por turno (13 + 1 supervisor). A proposta anterior era de 13. Além disso, o gerente geral propôs considerar também para o cálculo de sobre lotação de 20%, além dos postos de trabalho do turno, os dos administrativo do setor. Ele afirmou que a proposta é condicionada a aprovação da assembleia.

Durante a reunião, o gerente geral também afirmou que pretende contratar trabalhadores para repor as vagas deixadas pelo PIDV no setor de Operação e SMS. Quando o Sindipetro-RS questionou sobre a Manutenção, onde houve muitas saídas tanto pelo Programa Mobiliza quanto pelo PIDV, o gerente geral respondeu que este setor está sobre avaliação, pois há um debate coorporativo sobre o efetivo desse setor.

A direção do Sindicato entende que a proposta apresentada nessa quarta-feira ainda não atende as reivindicações da categoria e fará o debate com os trabalhadores durante as mobilizações.

É com luta e mobilização que nós vamos chegar lá!

Fonte: Sindipetro-RS

Mídia