Greve na Refap tem adesão de 90% do turno

Terça, 22 Julho 2014 09:21

 

Na manhã desta terça-feira, 22, os petroleiros da Refap, no Rio Grande do Sul, deram continuidade ao corte de rendição nos turnos, iniciado às 23h45 de ontem, como parte das mobilizações da categoria pela recomposição dos efetivos da refinaria. Segundo informações do Sindipetro-RS, 90% dos petroleiros do turno aderiram à paralisação, que conta também com a participação de 30% dos trabalhadores do regime administrativo. A greve será por 24 horas e termina no final da noite, quando deverá ser normalizada a troca de turnos.

Na segunda-feira de manhã, o sindicato teve mais uma reunião com a Gerência Geral da Refap para dar continuidade à discussão dos efetivos. O Sindipetro comunicou que a categoria rejeitou a última proposta apresentada pela refinaria e cobrou novos avanços. A Gerência Geral da Refap, no entanto, não apresentou qualquer outra alternativa, levando os trabalhadores a cruzarem os braços.

Leia também:

Efetivo: Refap chama para nova reunião na segunda-feira, 21

Avaliação da proposta de efetivo começa segunda, 14

Confira a Tabela apresentada pela Refap na reunião do dia 09

Fonte: FUP, com informações do Sindipetro-RS

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram