Nota do sindicato: Protestos no Brasil reforçam sentimento de insatisfação do povo

Terça, 18 Junho 2013 16:05

 

Sindipetro-RN

SINDIPETRO-RN considera movimentos absolutamente legítimos e com conotação política importante. Leia a nota da direção:

As manifestações que vem ocorrendo em todo país demonstram a insatisfação dos brasileiros e brasileiras contra:

1 – A falência dos transportes públicos, com elevados preços das passagens e o tempo despendido nos deslocamentos - a mobilidade urbana;

2 – Os gastos com a Copa e as Olimpíadas em detrimento da Saúde, Educação e Segurança;

3 – As manipulações, omissões e mentiras da ditadura midiática, capitaneada pela Globo, Veja, Folha e Estadão, que cerceiam a Liberdade de Expressão;

4 – A Corrupção no país;

5 – A elevação da Inflação e a elevada taxa de juros;

6 – O aprofundamento da Precarização do trabalho e os baixos salários, levando a condição do trabalhador a de escravos da era moderna;

7 – A violência Policial-militar nos grandes centros urbanos do país.

As manifestações desta segunda foram também uma contundente resposta à violência policial-militar desencadeada contra as demonstrações anteriores, sobretudo em São Paulo, onde a Polícia Militar sob as ordens do governador neoliberal e conservador do estado, parece estar em guerra contra o povo. Há muito tempo não ocorria tamanha violência contra manifestantes: ação da tropa de choque que usou e abusou das chamadas armas não letais – balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral. A tropa ensandecida desmandou-se em agressões físicas deixando um saldo de centenas de pessoas feridas. As manifestações evoluem para a demonstração do repúdio à repressão, à arbitrariedade da PM, pela defesa da Constituição, da democracia e pela garantia do direito de manifestação em local público e aberto. Este é o sentido político que vai ganhando corpo e mobilizando milhares de pessoas que, cada vez mais, demonstram sua indignação. A defesa destes direitos é fundamental para a democracia.               

Consideramos, portanto, que as manifestações são absolutamente legítimas e democráticas. A virulência da repressão policial contra os manifestantes é inadmissível, avilta o direito constitucional à livre manifestação e resgata o velho bordão de que os poderes constituídos tratam os assuntos de interesse social como caso de polícia.                                                       

 Natal/RN, 17 de junho de 2013

 

 

José Antonio de Araújo

Coordenador Geral/Sindipetro-RN

Publicado em SINDIPETRO-RN

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.