Diretoria repudia agressão sofrida por petroleiros no Senado

Quarta, 17 Junho 2015 16:54

Nota de repúdio

A Diretoria do Sindicato Unificado dos Petroleiros de São Paulo repudia veementemente a atitude da polícia do Senado Federal, a mando do presidente da casa, Renan Calheiros, que cerceou a livre manifestação de dirigentes sindicais, os retirou do plenário do Senado e os encaminhou à delegacia.
O “crime” desses brasileiros foi se manifestar em defesa da soberania nacional e da Petrobrás como empresa pública e motora do desenvolvimento econômico e social do país, conforme preconiza seu documento de fundação.
É lamentável que ainda persistam na política brasileira velhas práticas autoritárias e antidemocráticas, que impedem a livre manifestação de cidadãos. A repressão a movimentos sociais e sindicais e a seus dirigentes é uma das heranças da ditadura militar que ainda sangram o tênue tecido democrático de nossa sociedade.

Pela ampla liberdade de expressão!
Por uma Petrobrás 100% pública e estatal
O petróleo é do povo brasileiro!

São Paulo, 16 de junho de 2015.

Diretoria do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo

 

 

Fonte: Sindipetro Unificado-SP

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram