Em Natal e Mossoró, trabalhadores protestam contra suspensão do Benefício Farmácia

Sexta, 18 Setembro 2015 15:03

Trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás lotados nas sedes administrativas da companhia, em Natal e Mossoró, protestaram, na manhã desta sexta-feira, 18, contra o desmonte do Benefício Farmácia.

No último dia 15, em flagrante desrespeito ao Acordo Coletivo, a Petrobrás anunciou o encerramento do contrato com a empresa responsável pela operação do programa, sem que tivesse sido articulada qualquer alternativa para evitar a interrupção na prestação do serviço.

No dia 17, ao apresentar suas propostas para as cláusulas econômicas do ACT-2015/2017, a Petrobrás confirmou a intenção de acabar com a conquista, informando que pretende “reformular” o benefício, adotando o mesmo modelo de custeio praticado na AMS.

Para a Diretoria do SINDIPETRO-RN, a suspensão do Benefício Farmácia reafirma a orientação gerencial implementada pelo Conselho de Administração da Companhia. Para garantir lucro máximo aos acionistas, os atuais gestores já anunciaram cortes de investimento, venda de ativos e redução de custos.

O restabelecimento do Benefício Farmácia integra uma luta mais ampla, contra o Plano de Negócios e Gestão e em defesa da integridade do Sistema Petrobrás. Por isso, durante as manifestações de Natal e Mossoró, os trabalhadores reafirmaram a disposição de greve e defenderam o entendimento entre FUP e FNP, a fim de que sejam organizadas ações conjuntas para a rejeição nacional da proposta econômica apresentada pela Petrobrás.

Fonte: Sindipetro RN

Publicado em SINDIPETRO-RN

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.