Ato pela democracia reúne 1,5 mil pessoas em Campinas

Quarta, 23 Março 2016 15:00

Cerca de 1,5 mil pessoas foram para o Centro de Campinas na noite desta terça-feira (22.03) protestar contra o golpe e defender a democracia. Organizado pela Frente Brasil Popular, que reúne partidos políticos de esquerda, movimentos sociais e centrais sindicais, o ato foi realizado no Largo da Catedral e contou com a participação de dirigentes do Unificado.

A concentração teve início às 17h e, mesmo sem energia elétrica na praça, a manifestação seguiu até por volta das 20h30 de forma pacífica. “É muito estranho as lâmpadas estarem apagadas exatamente na noite em que realizamos o ato, sendo que todos os dias elas ficam acesas. Seria uma tentativa de oprimir nossa liberdade de expressão?”, questionou o diretor do Sindicato Arthur Bob Ragusa.

A maioria dos manifestantes foi para o ato vestida de vermelho e muitos levaram bandeiras, faixas e cartazes de apoio ao governo e contra a Rede Globo. Na fachada principal da Catedral foram projetadas frases “Contra o Golpe”, “Democracia”, “Fora Cunha e Tucanos”, “Globo Golpista” “Vai Ter Luta”, “Fascistas Não Passarão” e “Nenhum Direito a Menos”.

Na avaliação do diretor executivo da CUT, Marcelo Fiorio, o movimento em defesa da democracia e contra o golpe vem crescendo em todo o Brasil. “A mobilização da população é necessária para evitar um desfecho negativo na história política do nosso país”, declarou.

Fonte: Sindipetro Unificado do Estado de São Paulo

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.