Sindicato convida categoria a engrossar agenda de lutas em defesa da Democracia

Sexta, 29 Abril 2016 16:05

No momento em que uma conspiração parlamentar-jurídico-midiática ameaça violar a Constituição Federal, fazendo aprovar o impeachment da presidente da República sem qualquer comprovação de crime de responsabilidade, a Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN conclama a categoria petroleira norte-rio-grandense a se mobilizar, ocupando a linha de frente do movimento de resistência. Afinal, até por experiência própria, a maioria dos petroleiros sabe que a vigência do Estado Democrático de Direito é condição indispensável para que possamos resguardar a soberania da nação e assegurar a manutenção de direitos sociais e trabalhistas.

Por oposição, em um governo gestado a partir do estupro da Carta Magna, como o que vai sendo tramado pela dupla Temer-Cunha, só se pode esperar o pior. Qualquer direito econômico, social ou político, hoje usufruído, passa a ter existência ameaçada, por mais reconhecido que seja. Portanto, a fim de organizarmos a luta de resistência da cidadania contra aqueles que buscam assaltar o Poder, precisamos tensionar esforços. Multiplicar e fortalecer as ações que visam esclarecer a população sobre as verdadeiras motivações e propósitos dos golpistas é tarefa que está na ordem do dia para todos os democratas e patriotas.

Nessa empreitada, portadora de elevada consciência política, fruto dos embates históricos que marcaram sua trajetória, a categoria petroleira brasileira é chamada a desempenhar papel de destaque. Em nosso Estado, como integrante da Frente Brasil Popular, o SINDIPETRO-RN vem desenvolvendo intensa programação, copromovendo uma série de atividades políticas e culturais, visando desmascarar a falsa narrativa pró-impeachment, amplamente disseminada pela mídia oligopolizada. Mas, para alcançarmos nossos objetivos temos que amplificar e diversificar essas ações. E é nesse sentido que o Sindicato conta com cada petroleira e petroleiro.

Veja, a seguir, as agendas da Frente Brasil Popular e da tramitação do processo de impeachment no Senado e, logo depois, a programação de atividades para os próximos dias, em Natal e Mossoró.

Divulgue e participe!

CALENDÁRIO NACIONAL DE LUTA CONTRA O GOLPE
Dia / Hora Evento Local
28/04 (Quinta-feira) Dia Nacional de Paralisação contra o Golpe e em defesa da Democracia Universidades e ruas, em todo o país
28/04 à 11/05 Pressão sobre os Senadores em suas bases eleitorais Estados
28/04 (Quinta-feira) Acusação Comissão do Senado
29/04 (Sexta-feira) Defesa Comissão do Senado
1º/05 (Domingo) Dia do Trabalhador Atos públicos em todo o país
4/05 (Quarta-feira) Apresentação do relatório Comissão do Senado
5/05(Quinta-feira) Dia Nacional de Luta contra a Globo e o golpismo midiático Nas ruas, em todo o país
6/05(Sexta-feira) Reunião do Coletivo Nacional da Frente Brasil Popular São Paulo
6/05(Sexta-feira) Votação do relatório na comissão Comissão do Senado
10/05(Terça-feira) Dia Nacional de Paralisação e Mobilização contra Golpe Em todo o país
11/05 (Quarta-feira) Admissibilidade estará pronta para ser votada Plenário do Senado
12/05 (Quinta-feira) Publicação do resultado* Senado
(*) As datas envolvendo a votação no Senado são uma projeção, podendo sofrer modificações de acordo com a dinâmica institucional.

Fonte: Sindipetro-RN

Publicado em SINDIPETRO-RN

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.