Atrasos na Recap e Replan dão largada ao calendário de lutas do Unificado

Terça, 01 Novembro 2016 20:16

A direção do Unificado iniciou na manhã de hoje (01.11) mobilizações em sua base, como parte do calendário de lutas da categoria, que está em processo de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2015-2017). Houve atrasos de duas horas na entrada dos trabalhadores do turno da Recap e da Replan.

Na Refinaria de Mauá, os dirigentes sindicais conversaram com os petroleiros sobre o ACT e os ataques aos direitos do trabalhador e à Petrobrás. Na Refinaria de Paulínia, o diretor Vanderlei relatou um pouco da realidade da Transpetro, que está nos planos de reestruturação e venda de Pedro Parente. Também foi falado sobre a intensificação das mobilizações, postura de greve, Operação Para Pedro e os próximos passos da categoria.

Pontapé inicial

A realização de mobilizações foi aprovada nas assembleias com os trabalhadores e dá largada para a construção de um movimento mais abrangente dos petroleiros.

Na próxima semana, dias 7 e 8, em Campinas, a FUP e seus sindicatos participam do Seminário Nacional de Greve. No dia 9, acontece reunião do Conselho Deliberativo da FUP, que definirá as ações futuras da campanha de ACT.

Fonte: Sindipetro Unificado de São Paulo

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.