“Não há limite seguro para a exposição ao Benzeno”

Sexta, 20 Abril 2018 14:42

O Seminário “Riscos do Benzeno e seus efeitos à saúde” fez um alerta aos trabalhadores e trabalhadoras da área do petróleo. Durante os dia 16, 17 e 18 de Abril, o Sindipetro-ES reuniu especialistas da área, cipistas, membros do Grupo de Trabalho do Benzeno e sindicalistas, inclusive de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

O Benzeno é uma substância altamente prejudicial à saúde e cancerígena, mesmo em quantidades e períodos mínimos de exposição. Para alertar sobre esses perigos que afetam tanto os trabalhadores, a Secretaria de SMS do Sindipetro-ES convidou as pesquisadoras da Fundacentro-SP, Arline Sydneia e Patrícia Moura, para ministrar as palestras do Seminário.

O curso promoveu a capacitação e atualizou os trabalhadores, em especial aqueles que atuam nas Cipas, sobre normas, legislação, protocolos e novas tecnologias de prevenção. Entre essas medidas estão a realização de exames periódicos e o uso de equipamentos de proteção individual, como máscaras e macacão, mas é importante ressaltar que eles não eliminam o risco, apenas diminuem.

Além dos equipamentos, são precisos procedimentos rigorosos de lavagem, purga de equipamentos, operação manual de válvulas, transferências, limpezas, controle de vazamentos. “Procedimentos de manutenção sempre evitam situações de emergências. O ideal é a eliminação de todas as tarefas e atividades que possam expor os trabalhadores”, completa a pesquisadora Arline Sydneia.

[Via Sindipetro-ES]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram