Petroleiros do RS aprovam proposta de ACT

Sábado, 12 Setembro 2020 14:09

Os petroleiros e petroleiras do RS encerraram, na noite dessa sexta-feira (11), o período de assembleia do Acordo Coletivo de Trabalho de 2020. A categoria aprovou, por 68,5% dos votos, com 31,0% contrários, o indicativo da FUP de aceitação da contraproposta da Petrobrás.

As sessões de assembleia foram realizadas de forma virtual, nos dias 08 e 11 de setembro.

Após intensa avaliação, o Conselho Deliberativo da FUP indicou a aceitação da última contraproposta apresentada pela gestão do Sistema Petrobrás. A decisão da FUP levou em consideração a manutenção por mais dois anos das conquistas históricas da categoria petroleira no ACT e, consequentemente, a garantia do emprego por igual período.

A diretora do Sindipetro-RS, Miriam Cabreira, avaliou os principais motivos para aceitação da proposta: "avaliando a conjuntura que estamos inseridos, a questão da pandemia, das próprias empresas estatais e judiciário, pela importância de um acordo que regre a AMS, para garantir todas essas questões sociais e não ir para dissídio,  foi que tiramos o indicativo de aceitação".

Confira o resultado:  

PAUTA 01: Aceitação da última proposta apresentada pelas empresas Petrobrás e Transpetro:

Favoráveis = 68,5%

Contrários = 31,0%

Abstenções = 0,5%

[Via Sindipetro-RS]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram