36º CEPETRO-RN conclama categoria para retomada de conquistas por meio da unidade

Segunda, 21 Junho 2021 18:35

Realizado virtualmente com transmissão nas redes sociais do SINDIPETRO-RN, a 36ª edição do CONGRESSO ESTADUAL DOS PETROLEIROS E PETROLEIRAS DO RIO GRANDE DO NORTE conclamou a categoria petroleira para incorporar uma unidade em torno da luta por democracia, contra os ataques do Governo Federal aos trabalhadores brasileiros e o descaso com a saúde pública.

Iniciado na manhã deste sábado, 19, o congresso contou, além da diretoria do sindicato e trabalhadores do setor petróleo, com a presença de representantes de outras entidades sindicais e partidárias, que, na oportunidade, fizeram uma generosa saudação aos expectadores e ressaltaram a relevância política de eventos como este.

Exercendo o papel de coordenador interino do SINDIPETRO-RN, Marcos Brasil, abriu o evento falando sobre a importância do congresso como ferramenta de resistência. “Esse evento serve como uma forma de organização da categoria para resistir aos ataques que a categoria petroleira vem sofrendo nos últimos anos, especialmente do atual Governo, e nos preparar para a luta que ainda vamos enfrentar em 2021”, lembrou Brasil.

Com o tema “Unidade para Defender e Mudar o Brasil”, o congresso estadual dos petroleiros debateu a complexa conjuntura política nacional, a situação do setor petróleo local e nacional, temas relacionados a previdência e assistência à saúde da categoria, além dos desafios do movimento sindical para contribuir com a luta dos trabalhadores.

O presidente estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB, Jocelino Bezerra, lembrou da força da categoria petroleira, que em vários momentos difíceis estiveram presentes. “Os petroleiros sempre enfrentaram momentos difíceis ao longo da sua história, especialmente em momentos de ataques dos governos neoliberais. E, mesmo assim, a categoria contribuiu na resistência das forças democráticas”, ressaltou Jocelino.

Homenagem

Proposta na abertura no congresso pelo diretor da mesa, Márcio Dias, e referendada pelos participantes do evento, uma bela homenagem foi feita às vítimas do Covid 19, em nome dos amigos perdidos recentemente: Jailson Morais, Pinto Júnior, Andrezão e Maurício Gushiken. O SINDIPETRO-RN é solidário à todas as famílias atingidas por essa tragédia causada pela política de descaso do atual Governo Federal.

Márcio Dias, ainda estendeu a sua fala sobre o momento de ataques e mortes que o país atravessa, “Aos poucos estamos retomando a luta de rua e ampliando o bloco político que defende a democracia brasileira. Nós da diretoria do Sindipetro, estamos nos esforçando bastante para contribuir, assim como historicamente a categoria sempre teve protagonismo. Então, vamos fazer da expressão ‘somar’ uma palavra de ordem para fortalecer a unidade em torno de um novo projeto político para o país”.

[Sindipetro-RN]

Última modificação em Sexta, 06 Agosto 2021 12:24

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.