Todos contra o PL 8939/17

Quarta, 20 Junho 2018 13:51

O Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas parabeniza e se solidariza com os petroleiros em sua luta contra a privatização da Petrobras. Ontem, a categoria organizada, ao lado da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e parlamentares comprometidos com a soberania do povo brasileiro, conseguiu obstruir a votação do PL 8939. E a luta prossegue hoje, quando está prevista votação na Câmara dos Deputados.

O PL, do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), já foi batizado de projeto #LesaPátria, por autorizar a Petrobras a negociar com outras empresas parte dos seus direitos de exploração de petróleo do pré-sal na Bacia de Santos, área cedida sem licitação pela União em 2010, por meio de cessão onerosa. “É mais um ataque à empresa pública e à soberania dos Brasil, privilegiando o capital estrangeiro”, destaca a coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, Rita Serrano.

A cessão onerosa ocorreu em 2010 como parte de um modelo estratégico de exploração do pré-sal recém-descoberto. A partir de então foram feitos vários investimentos, com expectativa de reversão dessa riqueza para a sociedade. Mas agora o governo golpista quer entregar 70% do contrato oneroso às petrolíferas internacionais; ou seja, oferecer a elas as mesmas regras e benefícios dados à estatal, sendo que não participaram do processo de pesquisa e investimento e vão ganhar sem qualquer risco de negócio. “A luta em defesa da Petrobras, assim como as demais empresas públicas, é a luta em defesa do Brasil”, aponta a coordenadora.

[Via Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram