Ato no Rio de Janeiro em solidariedade aos atingidos em Brumadinho

Sexta, 01 Fevereiro 2019 09:30

Quanto vale a vida?

No último dia 25 de janeiro, uma barragem de rejeitos de minério de ferro da empresa Vale se rompeu no município mineiro de Brumadinho, causando uma enorme destruição no vale do Rio Paraopeba. Dezenas de corpos já foram encontrados, mas centenas ainda estão desaparecidos.

Por estes mortos e desaparecidos e em solidariedade à todos os atingidos, será realizada uma vigília que marca o sétimo dia de mais este crime da Vale.

A vigília acontecerá na próxima sexta-feira, dia 1 de fevereiro. A concentração será no Metrô Flamengo, às 17 horas, com oficina de cartazes. Às 18 horas inicia uma caminhada rumo à Praia de Botafogo, 186, Prédio da Fundação Getúlio Vargas, onde a Vale tem escritórios.

Serviço:
Ato em solidariedade aos atingidos de Brumadinho/MG
Data: 01 de fevereiro de 2019, sexta-feira
Local e horário: 17 horas, concentração no Metrô Flamengo. 18 horas caminhada em direção à Praia de Botafogo, 186.

-----------------------------------

Abaixo, boletim do Movimento dos Atingidos por Barragens no 8º dia do #MassacreDaVale

Últimos dados sobre o crime:?

➖ 110 vítimas fatais;

➖ 71 corpos identificados;

➖ 238 pessoas sem contato/desaparecidos - entre trabalhadores e moradores de Brumadinho;

➖ 395 localizadas;

➖ 192 resgatados;

➖108 pessoas desalojadas/desabrigadas;

➖ 370 bombeiros envolvidos nos resgates;

➖ 270 horas de vôos;

? Membrana de contenção de rejeitos é instalada no Paraopeba, previsão é que mais 2 vão ser inseridas no rio;

? Governo alerta para contaminação da água do rio;

?Rejeitos já foram registrados no rio Paraopeba na altura da cidade de Pará de Minas.

Acompanhe as principais notícias do dia:?

✔ Em Brumadinho, Córrego do Feijão e Parque das Cachoeiras famílias realizam celebrações em homenagem aos mortos e desaparecidos do #MassacreDaVale.

✔ Casal que estava na lista de desaparecidos é localizado. Idosos conseguiram fugir a tempo e estavam sem contato com família.

✔ Movimento dos Atingidos por Barragens se reuniu com Procuradoria Geral da República. O objetivo do MAB é que impunidade no crime da Samarco não aconteça no caso de Brumadinho. Após reunião procuradora Raquel Dodge e ministro do STF Dias Toffoli criaram observatório para monitorar grandes tragédias.

✔ Atingidos da cidade de Barra Longa, distrito afetado pela rompimento da barragem de Fundão, em 2015, fecham escritório da Renova na cidade. Após 3 anos do crime, moradores seguem sem reassentamento, renda e com saúde afetada.

✔ Frente Brasil Popular ocupa sede da Vale em Governador Valadares. A cidade foi atingida pelo crime da Vale, BHP Billiton e Samarco em 2015 e até hoje moradores sofrem com as consequências da lama.

✔ Presidente da Vale, Fábio Schvartsman declara que sirene não tocou porque foi engolida pela lama de rejeitos.

✔ Secretaria de Estado de Impacto Social antecipa Bolsa Família para moradores de Brumadinho.

✔ Secretaria de Estado Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável determina a descaracterização de todas as barragens de contenção de rejeitos, alteadas pelo método a montante, assim como eram as barragens de Fundão e da mina do Córrego do Feijão.

✔ Companhia Siderúrgica Nacional afirma que vai desativar a barragem Casa de Pedra, em Congonhas. Após manifestação de moradores CSN afirmou à prefeitura que realizará o descomissionamento da barragem.

✔ Justiça paralisa atividades da Mineradora Ibirité, em Brumadinho. A decisão atende uma solicitação do Ministério Público de Minas Gerais. A barragem da MIB fica próxima à da mina Córrego do Feijão, que rompeu na última sexta-feira.

✔ Água está contaminada e população é orientada a não manter contato, nem ingerir o líquido. O alerta vale para toda a extensão do rio Paraopeba desde a região do rompimento até a cidade de Pará de Minas. Nessa região é preciso manter uma distância de 100 metros do leito.

✔ Movimento dos Atingidos por Barragens inicia jornada de trabalho por toda bacia do Paraopeba. Equipes estão em Brumadinho; Parque das Cachoeiras;Córrego do Feijão e Pará de Minas. As brigadas de trabalho devem ser expandidas ao longo da bacia.*

✔ Tribunal de Justiça monta posto avançado no IML. Objetivo é evitar transtornos para famílias e facilitar a emissão das certidões de óbito das vítimas do #MassacreDaVale.

✔ INSS monta posto avançado de atendimento no distrito de Córrego do Feijão. Atingidos podem ir ao local para solicitar aposentadoria, auxílio doença e licença de trabalho.

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram