Petroquímicos ocupam entrada da Fafen-PR contra o fechamento da fábrica e demissões arbitrárias

Quarta, 22 Janeiro 2020 14:30

Petroquímicos e petroleiros do Paraná ocupam desde a manhã de terça-feira, 21/01, a entrada da Araucária Nitrogenados (ANSA) para impedir que os gestores coloquem a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-PR) em hibernação, o que significará a desativação da unidade e a demissão arbitrária de cerca de 1.000 trabalhadores.

A Fafen-PR integra o Sistema Petrobras, cuja gestão anunciou o fechamento da planta e comunicou a demissão sumária dos trabalhadores, que souberam da notícia pela imprensa. Esse fato, além de demonstrar a crueldade dos gestores, contraria o Acordo Coletivo de Trabalho dos petroquímicos, cuja cláusula 26 assegura que "a companhia não promoverá despedida coletiva ou plúrima, motivada ou imotivada, nem rotatividade de pessoal (turnover), sem prévia discussão com o Sindicato". 

Desde o ano passado, quando Roberto Castello Branco assumiu o comando da Petrobrás, defendendo a privatização total da empresa, sua gestão vem promovendo o maior desmonte da história do setor petróleo no mundo. As outras duas fábricas de fertilizantes nitrogenados (Fafen-BA e Fafen-SE) foram hibernadas e seus trabalhadores estão sendo deligados, via PDVs, ou transferidos sumariamente para outras unidades.

Aos trabalhadores da Fafen-PR, que é também 100% controlada pela Petrobrás, não foi dada sequer essa chance. A gestão da fábrica informou que serão todos demitidos 30 dias após a hibernação da unidade, com prazo até 90 dias para serem desligados da empresa.

Na BR Distribuidora, que já foi privatizada, os trabalhadores também foram sumariamente demitidos e os que ficaram sofrem assédio e pressão para se desligarem da empresa, com redução de salários e de benefícios. 

O mesmo acontecerá com os petroleiros das oito refinarias, dutos e terminais que estão em processo acelerado de venda pela gestão Castello Branco.

Para barrar as demissões em massa e os ataques que a direção da Petrobrás vem fazendo contra o Acordo Coletivo de Trabalho, os petroleiros estão aprovando o indicativo da FUP de greve nacional por tempo indeterminado, a partir de primeiro de fevereiro. As assembleias prosseguem até o dia  28. 

Em vídeo na porta da Fafen-PR, o diretor da FUP, Gerson Castellano, um dos mil trabalhadores da fábrica que estão sendo demitidos, explica a importância da resistência da categoria: 

fe482db1-0121-4dd7-8ce1-6ee4a29b0f2f
f7b9f8f1-a727-42fb-9302-a058c0872632
d1d94173-6ade-4c57-a520-b4217248ffc1
e252ee55-a1f5-4914-80dc-42c2b6aefb39
cb22d85c-d5c3-4d57-99bd-86e5d34f26f3
a1dfbebd-3a0f-410a-84f6-6e1b5d738e51
481392b4-8115-4c91-a956-6c74003a9b40
09364abc-4279-436b-9c69-6e3a1d6a1a6a
526cccac-a08a-4715-968c-37df6d77abf9
99a37254-9da1-43ff-892e-7d2b8782b47c
91acd509-bd1d-4431-964a-eca0c0fedbc2
89d1fa34-edf4-4d29-8dbb-f614203f0454
61bb59b5-6927-4bad-969e-925b5d07b8e6
27b8f328-d642-44ab-b10e-ca6fc2a11d33
46ed5b39-6d70-4cd2-8860-fa58b3520604
5eeac212-8d20-461c-ad6f-2789fad14821
3ace7faa-b4d8-40bd-af5e-64fb4b408ec2
2a68ad7e-7376-4842-97e4-16a8800ad9ef
2aecd8a6-f6f4-4d46-8c85-de724f9bf72d
fe482db1-0121-4dd7-8ce1-6ee4a29b0f2f f7b9f8f1-a727-42fb-9302-a058c0872632 d1d94173-6ade-4c57-a520-b4217248ffc1 e252ee55-a1f5-4914-80dc-42c2b6aefb39 cb22d85c-d5c3-4d57-99bd-86e5d34f26f3 a1dfbebd-3a0f-410a-84f6-6e1b5d738e51 481392b4-8115-4c91-a956-6c74003a9b40 09364abc-4279-436b-9c69-6e3a1d6a1a6a 526cccac-a08a-4715-968c-37df6d77abf9 99a37254-9da1-43ff-892e-7d2b8782b47c 91acd509-bd1d-4431-964a-eca0c0fedbc2 89d1fa34-edf4-4d29-8dbb-f614203f0454 61bb59b5-6927-4bad-969e-925b5d07b8e6 27b8f328-d642-44ab-b10e-ca6fc2a11d33 46ed5b39-6d70-4cd2-8860-fa58b3520604 5eeac212-8d20-461c-ad6f-2789fad14821 3ace7faa-b4d8-40bd-af5e-64fb4b408ec2 2a68ad7e-7376-4842-97e4-16a8800ad9ef 2aecd8a6-f6f4-4d46-8c85-de724f9bf72d

[FUP]

Última modificação em Quinta, 23 Janeiro 2020 14:10

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram