Eleição para o CA da Transpetro prossegue até domingo

Quarta, 22 Janeiro 2020 16:13

Os trabalhadores da Transpetro têm até domingo, dia 26/01, para escolher seu representante no Conselho de Administração da empresa. A FUP e seus sindicatos apoiam o petroleiro Felipe Homero Pontes, da Transpetro do Espírito Santo, que concorre pelo número 3000.

Bacharel em Engenharia Química e pós-graduado em Investimento e Mercado Financeiro, Homero tem 37 anos, 13 deles dedicados à Transpetro. Sua luta é pela manutenção e fortalecimento da subsidiária, que está sob ameaça de desintegração e privatização.

O Conselho de Administração é o principal fórum de deliberação da empresa, o que faz da vaga dos trabalhadores um importante instrumento de luta contra a privatização da Transpetro. Por isso, é fundamental que os petroleiros elejam um conselheiro que de fato represente os interesses dos trabalhadores e que tenha como eixo o embate contra a desintegração do Sistema Petrobrás.

Homero (3000) é Técnico de Operação, com passagens pelo Terminal Norte Capixaba (TNC) e Terminal Aquaviário de Barra do Riacho (TABR), ambos no Espírito Santo.

Em 2017, ele teve sua primeira experiência como candidato ao Conselho da Transpetro, quando ficou em terceiro lugar na disputa.

De lá pra cá, participou ativamente da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás e como membro da Brigada Petroleira das lutas contra a privatização do Sistema Petrobrás.

Em recente entrevista ao Sindipetro Unificado de São Paulo, Homero (3000) reforçou seu compromisso com a defesa incondicional da Transpetro como empresa do Sistema Petrobrás e a luta em prol dos interesses dos trabalhadores. Leia aqui

Conheça suas propostas, acessando as páginas da campanha no Instagram e no Facebook

Para votar em Homero 3000, acesse o site http://cael.petrobras.com.br/. É só fazer o login e votar no candidato que te representará na Transpetro.

[FUP]

Última modificação em Quarta, 22 Janeiro 2020 16:24

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram