Petrobrás descumpre ACT novamente e convoca petroleiros da Fafen-PR por telegrama

Quinta, 13 Fevereiro 2020 17:07

Os petroleiros da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados - FAFEN-PR começaram a receber em suas casas telegramas da Petrobrás para comparecerem nesta sexta-feira (14) em local determinado pela empresa para efetivarem suas demissões. A empresa enviou carta, inclusive, para trabalhadores afastados por doença ou em tratamentos de câncer, sem qualquer cuidado com o ser humano e sua família. Até o momento são 144 trabalhadores comunicados. 

Mais uma vez a empresa insiste em descumprir o Acordo Coletivo de Trabalho, quando não realiza as homologações no Sindicato dos Químicos do Paraná – Sindiquímica-PR.

Além da dispensa coletiva, a empresa não pagou o adiantamento dos petroleiros da FAFEN-PR no dia 10. Em contrapartida está distribuindo cheques de R$3 mil por dia à trabalhadores que permanecerem em seus postos de trabalho, além do adiantamento do Prêmio por Performance (PPP 2019), na tentativa de enfraquecer a greve.

É assim que a empresa tem enxergado os trabalhadores e trabalhadoras de todo o Sistema, como nada. Completamente descartáveis. E é por isto que a FUP e seus sindicatos vêm lutando, para que todos os trabalhadores e trabalhadores sejam respeitados como pessoas.

Nossa greve está cada dia maior. Quanto mais a direção da Petrobras aposta no conflito, criminalizando a greve dos petroleiros, mentindo para o judiciário e recusando-se a negociar com a FUP, mais a categoria fortalece o movimento nas bases. Nesta quinta-feira, 13, somamos 113 unidades na greve, em 13 estados do país, com mais de 20 mil petroleiros mobilizados.

53 plataformas, 23 terminais, 11 refinarias e mais 23 outras unidades operacionais e 3 bases administrativas na greve, em todo o Sistema Petrobrás.

Já são 24 dias de resistência no Paraná, 14 dias ocupando o EDISE a espera de uma negociação, 13 dias de greve, 10 dias de vigília no centro do Rio. Vamos em frente!

Federação Única dos Petroleiros

Última modificação em Sexta, 19 Junho 2020 20:18

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram