Após acordo com o Sindipetro Bahia, Perbras reduz 10% do salário e da jornada de coordenadores e gerentes

Quinta, 16 Abril 2020 17:54

A direção da Perbras procurou o Sindipetro Bahia para, com base na Medida Provisória (MP) 927, negociar a redução salarial e de jornada de seus trabalhadores, por três meses.

Na negociação, ficou estabelecido um corte de 10% nos salários e na jornada de trabalho para os trabalhadores com cargos de coordenação e gerenciamento. A medida não atinge aqueles que têm cargo de execução ou salários mais baixos.

Serão impactados com a redução cerca de 80 trabalhadores.

Diante dessas condições acordadas com a empresa o Sindipetro Bahia formalizou seu primeiro acordo baseado na MP 927, conseguindo minimizar ao máximo os impactos sobre os trabalhadores, em especial sobre os que têm salários menores.

O Acordo foi feito através do diálogo e da negociação, muito diferente da postura da direção da Petrobrás, que vem passando por cima da representação sindical da categoria petroleira, agindo de forma ilegal e desrespeitando os trabalhadores.

A direção que hoje representa essa grande estatal tem muito o que aprender, a começar pelo respeito que deveria ter com os seus empregados e as representações sindicais deles.

Parabenizamos a direção da Perbras pela forma correta como agiu. Quanto à atual gestão da Petrobrás, essa terá de responder juridicamente pelas suas ilegalidades.

[Sindipetro Bahia]

Última modificação em Quinta, 14 Maio 2020 18:14

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram