Petros: 50 anos de lutas, desafios e perenidade

Quarta, 01 Julho 2020 18:16

Hoje, 01 de julho de 2020, a Petros completa 50 anos.

Aniversário que ocorre em um período de alta conturbação no cenário político nacional, na pior conjuntura da sua maior patrocinadora - Petrobrás - e em meio a diversos desafios de reestruturação de seus principais planos.

É importante lembrar a importância que ela tem – e ainda terá – na vida de tantos companheiros, mas não só. As chamadas Entidades Fechadas de Previdência Complementar, sendo a Petros uma das maiores, possuem papel fundamental no PIB do país e em diversos setores essenciais, tendo consequente impacto na macroeconomia.

Também cabe mencionar, que mudanças e desafios não são de hoje, foram muitos os momentos de reestabilização e mudanças legislativas que dificultaram seu funcionamento.

Essa Petros, que resiste há tanto tempo aos interesses da iniciativa privada, que  tenta absorvê-la para deixar de ser uma entidade sem fins lucrativos com taxas de administração incomparáveis às dos bancos.

Sim, muito se tem a corrigir, evoluir e adaptar a fim de manter os benefícios atuais e a previsibilidade para as próximas décadas. E só com a mobilização e vivência de seus participantes e assistidos ela poderá continuar como sempre foi, RESILIENTE E PRESENTE.

A luta pela Petros passa por debates relacionados ao país, governo, patrocinadoras e seus desmontes, realidade econômica, contexto jurídico e legislativo, sua realidade técnica e de gestão, mas, em especial, é importante que se ratifique: a Petros se confunde com seus participantes e assistidos, como em um condomínio.

É necessário fiscalizar e cobrar a gestão. Lutar pelas vagas no conselho e acompanhar esse trabalho é essencial, assim como as entidades representativas que potencializam essas frentes.

Parabéns aos participantes e assistidos da Petros, que construíram esse país e continuarão lutando por esse legado.

PETROS: PARA SEMPRE FORTE, DOS TRABALHADORES E PARA OS TRABALHADORES.

Por Marcello Gonçalves - 

Normando Rodrigues & Advogados

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram