Brasil ultrapassa 5 milhões de infectados pela Covid-19 e se aproxima de 150 mil mortes

Quinta, 08 Outubro 2020 18:21

O Brasil ultrapassou a marca de 5 milhões de casos confirmados de Covid-19 e caminha para a triste marca de 150 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, o país registrou nesta quinta-feira, 08/10, mais 729 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva para 148.957 o total de mortes causads pela doença, entre os 5.028.444 infectados desde 26 de fevereiro, quando foi reportado oficialmente o primeiro caso no Brasil.

Somos o terceiro país do mundo a ultrapassar o patamar de 5 milhões de casos de Covid-19, após Estados Unidos e Índia. Já na contagem de óbitos, os números brasileiros ficam abaixo somente dos Estados Unidos. 

Cenário global

A covid-19 já deixa mais de 1,04 milhão de mortos no mundo, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Trata-se da maior crise sanitária em mais de 100 anos, após a Gripe Espanhola de 1918. Embora o cenário no Brasil seja especialmente trágico, muito por conta da má administração do governo federal, outros países também apresentam subnotificação expressiva.

 

A realização insuficiente de testes no mundo levou a OMS a declarar hoje, em entrevista coletiva, que 10% da humanidade já teve contato com o vírus. Caso o número esteja correto, o percentual representa 780 milhões de pessoas que podem ter sido contaminadas. Muitos nem sequer apresentam sintomas, mas contribuem para espalhar o vírus e aumentar o número de vítimas. Segundo a Johns Hopkins, o total oficial de infectados pelo novo coronavírus, hoje, é de 35,6 milhões.

“Nossas melhores estimativas atuais nos dizem que cerca de 10% da população global podem ter sido infectadas por esse vírus. Varia dependendo do país, varia de urbano a rural, varia dependendo de grupos. Mas o que isso significa é que a vasta maioria do mundo continua em risco”, disse o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan.

Embora o número possa sugerir que a imunidade humana pode ser superior ao que se imaginava, a ampla disseminação pode ainda provocar novas ondas de contágio e mortes. “Estamos entrando em um período difícil. A doença continua a se espalhar “, completou Ryan. Nos últimos dias, alguns países da Europa vêm relatando aumento expressivo de novos casos, uma “segunda onda”, como chamam os cientistas.

[Com informações das agências de notícias | Foto: Agência Reuters]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.