A pandemia do novo Coronavírus obrigou os governos a fechar fronteiras e impor o isolamento social em todo mundo.

Isso prejudicou a circulação de mercadorias e pessoas, inibiu o consumo e a produção, gerou milhões de desempregos e colocou a economia de todos os países em recessão.

Diante desse quadro, especialistas da área da previdência complementar estudam os impactos da recessão da economia nos mercados financeiros e seus reflexos para os Fundos de Pensão.

Para falar desse assunto, a FUP convidou Henrique Jaguer, economista e ex-presidente da Petros, Claudia Ricaldoni, diretora da ANAPAR e membro do CNPC- Conselho Nacional de Previdência Complementar e Luís Felipe, assessor previdenciário da FUP e da ANAPAR.

Assista ao programa que vai ao ar pelo canal do youtube da FUP nesta quinta, 28/05, às 10 horas.

Serviço:

Live “Os impactos da pandemia na economia e seus reflexos para os fundos de pensão

Quando: Quinta, 28/05

Horas: 10h

Onde:  https://www.youtube.com/ c/fupbrasil e www.facebook.com/fupetroleiros

Convidados:

Luiz Felippe Fonseca, economista com curso de extensão de Gestor na Fundação Dom Cabral e MBA em saúde no IBMEC. Trabalhou por 24 anos na Petros em várias áreas da Diretoria de Seguridade e atualmente é Sócio Diretor da consultoria EST Seguridade.

Claudia Ricaldoni, foi presidente da Anapar de 05/2010 a 05/2016, vice presidente da Anapar de 06/2016 a 05/2019. Diretora da Regional Anapar Minas Gerais/Espírito Santo Membro titular do CNPC.

Henrique Jaguer, economista com experiência em Gestão Empresarial Baseada em Valor e Controle de Risco e em planejamento estratégico, reestruturação organizacional, aquisições/fusões, gestão de ativos/passivos, governança corporativa e negociação. Graduado em Economia pela UFRRJ, com pós-graduação em Teoria Econômica na UFF e pós graduação em Contabilidade, Controladoria e Finanças, em andamento na FIPECAFI.

Publicado em Sistema Petrobrás

Representantes dos participantes dos fundos de pensão da Funcef, Previ e Petros e da Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão (Anapar) estiveram reunidos no último dia 09 na sede da Federação Única dos Petroleiros, no Rio de Janeiro, para discutir estratégias para derrubar a resolução CGPAR 25, que pode acabar com os fundos de pensão, além de possibilitar a redução do valor das aposentadorias dos participantes. 

A CGPAR é uma comissão interministerial criada para tratar de matérias relacionadas com a governança corporativa das empresas estatais federais e da administração de participações societárias da União.

Participaram da reunião, o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel, o diretor da FUP e conselheiro eleito da Petros, Paulo César Martin, o presidente da ANAPAR, Antônio Bráulio, a diretora de seguridade da FENAE, Fabiana Matheus,  e o diretor de seguridade da PREVI, Marcelo Barros.  

Ficou definido que as entidades farão um seminário com data prevista para 22 de fevereiro para debater as estratégias contra as medidas da resolução.

Leia também:

Aprovado pela Petros, PP-3 terá resistência dos trabalhadores

 

Aposentados e pensionistas da FUP debatem plano de lutas em defesa dos seus direitos
Publicado em PLANO PETROS 1

Representantes dos participantes dos fundos de pensão da Funcef, Previ e Petros e da Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão (Anapar) estiveram reunidos no último dia 09 na sede da Federação Única dos Petroleiros, no Rio de Janeiro, para discutir estratégias para derrubar a resolução CGPAR 25, que pode acabar com os fundos de pensão, além de possibilitar a redução do valor das aposentadorias dos participantes. 

A CGPAR é uma comissão interministerial criada para tratar de matérias relacionadas com a governança corporativa das empresas estatais federais e da administração de participações societárias da União.

Participaram da reunião, o coordenador geral da FUP, José Maria Rangel, o diretor da FUP e conselheiro eleito da Petros, Paulo César Martin, o presidente da ANAPAR, Antônio Bráulio, a diretora de seguridade da FENAE, Fabiana Matheus,  e o diretor de seguridade da PREVI, Marcelo Barros.  

Ficou definido que as entidades farão um seminário com data prevista para 22 de fevereiro para debater as estratégias contra as medidas da resolução.

Leia também:

Aprovado pela Petros, PP-3 terá resistência dos trabalhadores

 

Aposentados e pensionistas da FUP debatem plano de lutas em defesa dos seus direitos
Publicado em APOSENTADOS

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram