Começou no dia 5 e seguirá até o próximo dia 25 de outubro as eleições para escolha dos representantes dos trabalhadores na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Refinaria Capuava (Recap), em Mauá.

Estão aptos a votar nos quatro candidatos para as vagas todos os empregados próprios que atuam no prédio da refinaria. A escolha ocorre eletronicamente por meio do gerador de pesquisa do sistema Petrobrás (GPESQ).

Implementada por meio da Norma Regulamentadora nº 5 (NR 5) e pela Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978, a CIPA tem como papel principal garantir junto à empresa que os trabalhadores tenham condições de trabalho seguras e saudáveis para todos os trabalhadores.

Para isso, é fundamental eleger representantes da categoria que tenham comprometimento com a prevenção de acidente e doenças decorrentes do trabalho, aponta o coordenador da regional Mauá do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP), Auzélio Alves.

O dirigente destaca ainda que a Cipa permanece como um dos poucos espaços democráticos em que os trabalhadores têm representação e que não foram extintos com a eleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Este governo já retirou nossa participação em dezenas de comissões que debatiam segurança e qualidade de vida, mas Cipa ainda resiste. Tivemos uma mudança recente na NR 5, tentaram fechar algumas portas, mas essa eles não conseguiram trancar graças à nossa resistência”, afirma.

Comissão obrigatória

A comissão é obrigatória para todas as empresas com mais de 50 trabalhadores. Companhias que possuem menos de 20 empregados devem nomear um responsável para cumprir os objetivos da Cipa

O tempo de mandato é de um ano, com possibilidade de mais uma reeleição e seus integrantes têm um ano de estabilidade após o término da gestão para evitar a demissão como forma de retaliação.

[Via Sindipetro Unificado SP]

A comissão da FUP que está discutindo o regramento do teletrabalho com os gestores do Sistema Petrobrás participou nesta sexta-feira, 21, da quarta reunião de negociação com a empresa. O tema principal foi saúde e segurança.

A Petrobrás fez uma apresentação com as orientações que estão sendo dadas aos trabalhadores em teletrabalho sobre ergonomia física, organizacional e cognitiva, através de cartilhas, guias e grupos no Workplace.

As direções sindicais cobraram que as CIPAs e comissões de SMS participem da elaboração dos mapas de risco e monitoramento das condições de trabalho, destacando a importância do envolvimento destes fóruns nas ações que garantam a saúde e segurança dos empregados que estão em teletrabalho. Uma das atribuições da CIPA é justamente o mapeamento e a análise de riscos e, portanto, deve contemplar, também, o ambiente de trabalho remoto.

A FUP lembrou ainda que a NR-17 prevê uma série de orientações relacionadas à ergonomia, destacando que as medidas da empresa precisam ser discutidas coletivamente, respeitando-se as normas regulamentares e os comitês de ergonomia.

Outro ponto reforçado pela federação foi a importância do regramento da jornada, já que a sobrecarga de trabalho impacta diretamente na saúde física e mental dos trabalhadores. O controle de jornada no teletrabalho é fundamental para que as pessoas possam se planejar e garantir uma rotina com exercícios físicos e atividades de lazer. 

A diretora da FUP, Cibele Vieira, relata como foi a reunião desta sexta: 

Próximos passos

Os petroleiros aguardam uma resposta da gestão da Petrobrás sobre as propostas que foram discutidas em relação ao regramento do teletrabalho, assim como um posicionamento relativo ao Acordo Coletivo.  


Leia também:

> Teletrabalho: FUP cobra controle de jornada, periodicidade e custeio da estrutura

> Teletrabalho: regras de adesão devem ser tratadas coletivamente para garantir segurança e previsibilidade

> FUP propõe calendário de negociação para regramento do teletrabalho no ACT


Participe da pesquisa da FUP sobre teletrabalho

É muito importante que os trabalhadores participem da pesquisa elaborada pela FUP para identificar os principais problemas e conhecer as demandas da categoria em relação ao teletrabalho. Esse subsídio é fundamental para fortalecer a FUP no processo de negociação coletiva. A pesquisa será sistematizada de forma confidencial.

Clique no link e preencha o formulário:

>https://bit.ly/3kSriXI

[Imprensa da FUP | Foto: Thinkstock/Getty Images]

Publicado em Sistema Petrobrás

Acontecem até o dia 22 de agosto as eleições dos representantes dos empregados da Bahia Centro CIPAS Norte e Centro, Gestão 2020/2021.

A votação é  eletrônica  através de mensagem via outlook.

Participem e fortaleçam a CIPA, esse importante instrumento de proteção à saúde e segurança do trabalhador e cuidados com o meio ambiente.

[Via Sindipetro-BA]

Publicado em SINDIPETRO-BA

 

A diretoria do Sindicato dos Petroleiros de Pernambuco e Paraíba foi surpreendida, nesta sexta-feira (12), com a informação de que a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) Gestão 20/21 vem realizando reuniões sem que a entidade de representação dos trabalhadores seja comunicada.

A segunda reunião ordinária da gestão 2020-2021 desta comissão aconteceu na manhã desta sexta-feira (12), sem que o sindicato fosse convidado previamente. Com anuência do RH da Refinaria, o presidente da comissão, Regiel Souza, deliberadamente nega a participação do sindicato, DESCUMPRINDO o Parágrafo 10 da Cláusula 69 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), referente ao funcionamento das CIPAs, que determina: “A Companhia assegura a participação nas reuniões da CIPA de um Dirigente Sindical, indicado pela respectiva entidade sindical, fornecendo-se, ao mesmo, cópia de suas atas”. Para o presidente da CIPA, o sindicato não precisa participar das reuniões da comissão, o que demonstra explícito desprezo ao ACT do Sistema Petrobrás, firmado em novembro de 2019, através da mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

sta é a primeira vez, desde a construção da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), que o sindicato não é convidado a participar dessa comissão tão importante. No atual cenário de Pandemia sanitária da Covid-19, é de extrema importância que a entidade participe das ações de prevenção de acidentes e também de disseminação do novo Coronavírus que, até o momento, já custou a vida de 41.058 pessoas em todo o país, 3.633 delas apenas no estado de Pernambuco. Negar a participação do sindicato nas reuniões ordinárias, fragiliza o enfrentamento ao vírus na unidade e expõe os trabalhadores e trabalhadoras a um grande risco.

Duas reuniões já aconteceram (virtualmente) até a presente data. Mesmo após questionamento formal feito ao RH da Refinaria, a participação da entidade não foi garantida, configurando assim mais um flagrante DESCUMPRIMENTO do ACT. De posse disso, a instituição garante que irá acionar as entidades responsáveis e tomar as medidas cabíveis.. Chamamos a atenção para o fato de que, sendo uma reunião online, nada impede que um representante sindical participe do encontro.

Destacamos que a existência dos sindicatos, de maneira geral, compreende um direito histórico dos trabalhadores, direito esse que foi duramente conquistado e que é garantido pelo Artigo 8º da Constituição Federal de 1988, documento máximo da República Brasileira. Qualquer prática que impeça o exercício da luta sindical é um desrespeito à memória e a luta de tantos e tantas trabalhadores e trabalhadoras que deram seu sangue e suas vidas para que esse direito nos fosse assegurado.

O Sindipetro PE/PB reitera o seu compromisso com a segurança dos trabalhadores e com o combate à Covid-19. A entidade reafirma que compreende a importância da CIPA e lamenta a existência do tensionamento entre as relações do sindicato e a comissão; mas repudiamos qualquer prática antissindical, bem como o descumprimento de qualquer cláusula do Acordo Coletivo de Trabalho, texto soberano e fundamental para o pleno exercício das atividades profissionais no Sistema Petrobrás.

Por Sindipetro PE/PB

Publicado em Sistema Petrobrás

Cada unidade marítima da Petrobrás possui instalada uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, as chamadas CIPAs. Durante essa pandemia, em um momento crítico que esses profissionais poderiam auxiliar nas questões relativas à saúde e segurança a bordo, a empresa não está embarcando cipistas.

O papel das CIPAS é também a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador, por isso essa presença se torna imprescindível nas unidades marítimas que seguem funcionando. A diretoria do Sindipetro-NF encaminhou oficio para a Petrobrás questionando essa decisão e já informou ao Ministério Publico sobre o descumprimento das Normas Regulamentadoras 5 e 37. Agora acompanhará as respostas e a ação do MPT nesse caso.

O Sindipetro-NF reafirma que as denúncias devem ser encaminhadas para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

[Via Sindipetro-NF]

Publicado em SINDIPETRO-NF

Nesta terça, 9, diretores do NF embarcam para participar das reuniões de Cipa por plataformas. O único diretor que embarcou ontem (8) foi Wilson Reis em P-12. A diretoria do sindicato tem solicitado que os embarques sejam realizados na véspera da reunião, mas raramente essa solicitação é atendida pela Petrobrás. Em P-31, o embarque acontecerá no dia 16 de junho e PCE-1 encontra-se em parada de produção.

Lista dos diretores que embarcam para reuniões de CIPA

UO-BC
P-25 – Valter de Oliveira Silva Filho - (22) 98115-1126
P-12 – Wilson de Oliveira Reis - (22) 98123-1879
PCP-2 – Marcelo Nunes Coutinho - (22) 98123-1871
PPG-1 – Marcos Frederico Dias Brêda - (22) 98123-1878
P-18 – Leonardo da Silva Ferreira - (22) 98114-2949UO-RIO
P-38 – Tezeu Freitas Bezerra - (22) 98123-1886
P-40 – Luiz Carlos Mendonça de Souza - (22) 98117-1111
P-51 – Rafael Crespo Rangel Barcellos - (22) 98114-3970

Fonte: Sindipetro-NF

Publicado em SINDIPETRO-NF

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram