A campanha “Nosso Natal é pela Vida” está distribuindo cerca de 1.000 cestas com alimentos da Reforma Agrária e da Economia Solidária e 4.000 marmitas na área metropolitana de Curitiba, no Paraná. É uma forma de denunciar o aumento da fome no Brasil e se solidarizar com as famílias em situação de vulnerabilidade social. 

A iniciativa é do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), do Sindicato dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro PR e SC), da ação Marmitas da Terra e da rede Produtos da Terra. Essa articulação viabilizou a organização da Cesta Esperança, composta por alimentos da Reforma Agrária e da Economia Solidária, doada por centenas de entidades e pessoas que aderiram à ação solidária. Entre os atendidos, estão parte das 300 famílias que foram despejadas no último dia 17 da ocupação Nova Guaporé, no Sabará, região industrial de Curitiba.

Cerca de 7 toneladas de legumes, verduras, frutas e pães foram doados por famílias do assentamento Contestado, da Lapa, e dos acampamentos Maria Rosa do Contestado, de Castro; Reduto do Caraguatá, de Paula Freitas; Emiliano Zapata, de Ponta Grossa; José Lutzenberger, de Antonina, Maila Sabrina, de Ortigueira. A variedade de alimentos será acrescentada à Cesta Esperança e distribuída nesta terça, dia 22. 

As marmitas estão sendo distribuídas no almoço dos dias 21, 22 e 23, e também como ceia na noite do dia 23, para pessoas em situação de rua do centro da capital paranaense. Nesta noite, cada uma das mil marmitas entregues também será acompanhada de uma embalagem de mel com açafrão, composto que contribui para a melhora da imunidade e previne infecções. O remédio natural é produzido e doado pelo Setor de Saúde Chica Pelega do assentamento Contestado, da Lapa, e já foi entregue em outros momentos junto às refeições. 

Também contribuem para a doação de cestas a Seção Sindical dos Docentes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (SINDUTF-PR), Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná (APUFPR), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Paraná (SINDITEST). O Laboratório de Mecanização Agrícola da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Lama/UEPG) e a Cáritas Diocesana participam com doações em Ponta Grossa. 

Além da mobilização em Curitiba, estão previstas ações em Londrina, no dia 22; Cascavel, Jardim Alegre, Ivaiporã e Arapuã, no dia 23; e em Laranjeiras do Sul, no dia 24 de dezembro. Até o até dia 19 de dezembro o MST do Paraná, com ajuda de entidades de classe e voluntários, doou 464 toneladas de alimentos e entregou mais de 34 mil marmitas desde o início da pandemia da Covid 19.  

Aumento da fome no Brasil 

O fim do Auxílio Emergencial, a falta de emprego e de política de fortalecimento da agricultura familiar agrava a situação da população mais pobre. Até o final de outubro, mais de 13,8 milhões de pessoas estavam desempregadas, segundo dados do IBGE. 

Além disso, o número de desalentados, aqueles que gostariam de trabalhar, mas não procuraram trabalho por ter perdido as esperanças de encontrar, chegou a 5,8 milhões de brasileiros, quase 1 milhão a mais que no trimestre anterior. 

Em janeiro, a pobreza extrema pode chegar aos 15% da população brasileira, de acordo com projeção do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas. Com esta estimativa, serão 27,4 milhões de pessoas vivendo em extrema pobreza, o dobro do percentual registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no início de 2019. 

Como contribuir

Participe da ação “Nossa Natal e pela Vida” fazendo doação para Associação Beneficente e Cultural dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (ABCP). A Cesta Esperança custa R$ 70 e vai ajudar a fazer o Natal de pessoas carentes um pouco mais feliz.

:: Banco do Brasil

   Agência: 5044-X

   Conta Corrente: 371-9

   CNPJ 80.043.045/0001-82 

:: Caixa Econômica Federal (CEF)

   Agência: 0369

   Conta Corrente: 00005048-4

   CNPJ 80.043.045/0001-82

[Com informações do Sindipetro-PR/SC e MST]

Publicado em Cidadania

A campanha Natal Feliz é Natal sem Fome começou a distribuir as cestas básicas que foram adquiridas com ajuda da nossa categoria. O valor total arrecadado já garantiu a doação de 400 cestas básicas, somando o valor disponibilizado pelo Sindipetro-ES  ao dos/das petroleiros/as capixabas, que se sensibilizaram e já contribuíram com mais de R$ 5 mil reais para a campanha.

No dia 16 de dezembro, alguns diretores do Sindicato estiveram no Assentamento Ondina Dias, que fica em Nova Venécia, no Norte do Espírito Santo, e no dia 17, foram entregues mais 30 cestas básicas para o projeto social “Há Esperança sem Drogas”, em Conceição da Barra, e nas comunidades mais carentes de São Mateus.

No dia 18 de dezembro, foram entregues as cestas básicas no bairro Pó do Shel, em Linhares. A ação ainda realizará mais uma doação nesta terça, 22, desta vez no bairro Jardim Tropical, na Serra.

Ao todo, prevemos a ajuda para 400 famílias, que terão um Natal mais digno graças ao apoio de todos/as vocês!

Ainda não doou? Quer ajudar mais? Dá tempo de contribuir! Ajude-nos a ampliar nossa campanha! E quem estiver de folga pode ajudar os diretores do Sindipetro-ES na distribuição. Entre em contato com algum diretor do sindicato!

DOE!

PicPay: @Sindipetro-ES

Site Vakinha (transferência bancária): https://www.vakinha.com.br/vaquinha/natal-feliz-e-natal-sem-fome-sindipetro-es

[Fonte: sindipetro-ES]

Publicado em SINDIPETRO-ES

A Associação Beneficente e Cultural dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (ABCP) tem o objetivo de alcançar mil cestas e beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade social de Curitiba e Araucária nos dias 21, 22 e 23 de dezembro. Sua doação é essencial 

[Da imprensa do Sindipetro-PR/SC | Foto: Divulgação]

As ações sociais da ABCP acontecem desde o início da pandemia. Elas são realizadas graças a solidariedade das trabalhadoras e trabalhadores das unidades da Petrobrás no Paraná e Santa Catarina. E no momento de agravamento da crise sanitária provocada pelo coronavírus, a situação de diversas famílias de Curitiba e região se agravou, o que torna a Cesta Esperança ainda mais essencial. 

A cesta custa R$ 70 e vai ajudar a fazer o Natal de pessoas carentes um pouco mais feliz. Lembrando que completam o kit solidário os alimentos vindos dos assentamentos do Movimento Rural dos Trabalhadores Sem Terra (MST), como alface, acelga, batata doce, repolho e melancia. 

Serão beneficiadas famílias de Curitiba que moram na Portelinha (Santa Quitéria), Vila Santos Andrade (Campo Cumprido) e no Xaxim; e em Araucária na comunidade Santa Cruz. 

Bora fortalecer? 

:: Banco do Brasil

   Agência: 5044-X

   Conta Corrente: 371-9

   CNPJ 80.043.045/0001-82 

:: Caixa Econômica Federal (CEF)

   Agência: 0369

   Conta Corrente: 00005048-4

   CNPJ 80.043.045/0001-82

Publicado em Cidadania

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.