A Federação Única dos Petroleiros e seus sindicatos filiados lamentam profundamente a morte do companheiro Wagner Gomes, secretário geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Ele nos deixou nesta terça-feira, 10 de agosto, vítima de um ataque cardíaco fulminante. Uma perda imensa para o movimento sindical brasileiro.

Wagner foi um grande lutador das causas e dos direitos da classe trabalhadora, como destaca a nota de pesar da CUT, cuja íntegra segue abaixo. Ele esteve junto com os petroleiros e petroleiras nas principais mobilizações contra a entrega do Sistema Petrobrás e do pré-sal, sempre se posicionando na defesa incondicional da soberania e das lutas da categoria.

Os dirigentes da FUP e de seus sindicatos estão em luto pela partida precoce desse grande sindicalista brasileiro. Manifestamos nossa solidariedade aos familiares e amigos de Wagner e a todos os companheiros e companheiras da CTB, que realizam esta semana o 5º Congresso Nacional da Central em clima de imensa tristeza.

Temos certeza de que o legado de luta deixado por ele continuará inspirando as atuais e futuras gerações de sindicalistas brasileiros.

Wagner Gomes, presente!

Nota da CUT em pesar pelo falecimento de Wagner Gomes

A Central Única dos Trabalhadores manifesta profundo pesar pelo falecimento, nesta terça-feira (10), do companheiro Wagner Gomes, secretário-Geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

O movimento sindical brasileiro perdeu um grande lutador das causas e direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Ao longo de sua trajetória, Wagner Gomes pautou-se pela defesa intransigente da organização sindical, das condições de vida, de trabalho e da democracia, valores que considerava fundamentais para avançar nas lutas e conquistas.

Natural de Araçatuba, o companheiro Wagner Gomes, destacou-se como presidente do sindicato dos Metroviários de São Paulo nas gestões de 1989/1995 e 2009/2011. Tivemos a honra de tê-lo como integrante da executiva nacional da CUT no período de 1991 à 2003, onde ocupou os cargos de diretor executivo, 1º Tesoureiro e vice-presidente da gestão de 2003 a 2006, quando saiu para criar e presidir a CTB.

Além de um bravo e destacado militante, Wagner Gomes também será lembrado pelo peculiar senso de humor frente as dificuldades e às adversidades, não se abatia e ainda animava os companheiros com suas frases e tiradas singulares.

A CUT, neste momento de tristeza, junta-se aos militantes e dirigentes da CTB para celebrar a vida de luta do companheiro Wagner Gomes, na certeza de que seu legado será referência para as futuras gerações.

Nossas condolências aos familiares e amigos.

Executiva Nacional da CUT

Publicado em Movimentos Sociais

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.